Blog Rômulo Lima

O secretário José Carlos Alves foi vítima de uma tentativa de homicídio na manhã desta quarta-feira (11). Em coletiva, o prefeito Miguel Coelho falou sobre o caso e as ameaças sofridas.
Prefeito de Petrolina fala sobre as ameças sofridas por ele e secretários — Foto: Emerson Rocha / G1 Petrolina
Durante coletiva de imprensa realizada no início da tarde desta quarta-feira (11), sobre a tentativa de assassinato sofrida pelo secretário-executivo da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (Ammpla), José Carlos Alves, o prefeito Miguel Coelho confirmou que ele, o secretário e outras pessoas envolvidas no processo de licitação que resultou na mudança da concessão do transporte público da cidade vinham sendo vítimas de ameaças de morte. Miguel Coelho lamentou o crime.  

“Não podemos fazer nenhuma conjectura, mas a gente não pode ignorar as ameaças que eu, José Carlos e Edilsão [Edílson Leite, diretor-presidente da Ammpla] vínhamos recebendo. É muita coincidência isso acontecer logo nos primeiros 15 dias que a gente está com o novo sistema de transporte público. Não cabe a prefeitura, muito menos a mim ou a qualquer um de nossa equipe, estar apontando eventuais suspeitos, mas cabe a gente oferecer todas essas provas para que a Polícia Civil possa fazer o devido processo legal, a devida investigação, e ela será o órgão competente para identificar a pessoa e trazer. E essa pessoa vai dizer quem mandou ele executar essa tentativa de homicídio”, disse o prefeito, completando.

“Nós sabíamos que haviam as ameaças, mas não imaginávamos, exatamente por nunca ter acontecido em Petrolina, que fosse chegar a um ponto tão extremo como uma tentativa de homicídio, como ocorreu na manhã de hoje”.

O secretário José Carlos Alves levado consciente para um hospital particular de Petrolina — Foto: Reprodução/TV Grande Rio
Segundo Miguel Coelho, por não acreditarem em uma ação violenta, ele e os demais ameaçados decidiram abrir mão de uma segurança especial. “Até, em reunião com Edilsão e José Carlos, nós tomamos a medida de não andar com segurança, não tomar medidas a mais, porque entendíamos que não passaria além das ameaças”, afirmou, destacando que as ameaças vinham sendo feitas desde o início do processo de licitação.

“Recebemos ameaças desde mensagens de texto, visitas de carros não identificadas em nossas casas, locais de trabalho, cartas assinadas com sangue no papel. Foram formas de intimidação. A gente não se deixou levar, porque acreditávamos que nenhum ser humano seria capaz de um ato tão vil como esse. Infelizmente, estávamos errados".

Miguel Coelho afirmou que as provas das ameaças foram entregues à polícia. "Submetemos tudo isso à Polícia Civil, já entregamos também tudo para a Polícia Federal, para que possa ajudar, para que, o quanto antes, possa ser desvendado e a gente possa chegar a cabo dessa investigação”

De acordo com o prefeito, após o atentado contra José Carlos todas as pessoas que tiveram participação no processo de licitação e na mudança da concessão do serviço de transporte vão ter a segurança reforçada.
O secretário foi atingido quando estava tirando o carro da garagem para levar a filha para o colégio — Foto: Emerson Rocha / G1 Petrolina
“Depois de hoje, medidas a mais vão ser tomadas. O próprio governador [Paulo Câmara] colocou segurança disponível não só para a nossa equipe, para o próprio José Carlos, mas para todas as demais pessoas que tiveram participação no processo de licitação e nesse novo contrato”, diz o prefeito.

Sobre o estado de saúde de José Carlos, que na manhã de hoje foi atingido por quatro tiros, três na cabeça, sendo dois de raspão, e um tórax, Miguel disse que é estável. O secretário passou por uma cirurgia em um hospital particular de Petrolina e está consciente. 

“Ele está na UTI, deve passar um período de recuperação do pós-cirúrgico. Soube que ele está falando, está lúcido, com todas as suas funções plenas”.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Responsável pela investigação, o delegado Gregório Santos, segundo nota da polícia, só vai falar no final. 

Por Emerson Rocha, G1 Petrolina

De acordo com a polícia, o crime aconteceu por volta das 6h40. O secretário foi atingido por quatro tiros.
José Carlos Alves foi levado consciente para um hospital particular da cidade — Foto: Reprodução/TV Grande Rio
O secretário executivo da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (Ammpla), José Carlos Alves, de 48 anos, foi vítima de uma tentativa de assassinato na manhã desta quarta-feira (11) em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Ele estava indo levar a filha ao colégio, quando um homem começou a atirar. Segundo a polícia, o suspeito estava ao lado da casa do secretário, no bairro Cidade Universitária. 

O crime aconteceu por volta das 6h40. No momento do atentado, a filha de José Carlos não estava no carro. O secretário foi atingido por quatro tiros, três na cabeça, sendo dois de raspão, e um no tórax.
O carro do secretário, José Carlos Alves, com as marcas dos disparos. — Foto: Emerson Rocha / G1 Petrolina
Ele foi levado consciente para um hospital particular da cidade, onde está passando por uma cirurgia. O quadro de saúde é considerado estável.

A polícia esteve em frente à casa de José Carlos, realizando perícia. A identidade do autor do crime e a motivação estão sendo investigadas. 

Por Emerson Rocha, G1 Petrolina

Francisco Antônio Modesto, de 58 anos, natural de Bodocó, no Sertão de Pernambuco, fez um apelo ao site AF Newss, para ajudá-lo a encontrar o seu irmão, que ele não vê há 20 anos. Nossa equipe foi até à casa de Seu Francisco, que hoje reside em Araripina, também no Sertão de pernambucano.

Seu Francisco está à procura de Expedito Antônio Modesto, o irmão mais velho. Ele nos revelou que o último contato feito com seu irmão foi no ano de 1999, por telefone, e que de lá pra cá, nunca mais soube notícias do mesmo. Tudo que ele sabe do irmão, é o antigo endereço; na Rua QMN, 7 conjunto M nº 7, Ceilândia Sul, em Brasília. Também nos informou que ele tem uma filha chamada Juliana. 
Nome dos pais: Antônio Modesto do Nascimento e Maria Alexandrina de Jesus.
Irmãos: Givaldo Antônio Modesto e Maria Alexandrina. Já falecidos.
Filhos de Givaldo: Farnesio, Ediene, Edicleide e Lucimar. 

A família é natural de Bodocó, Sítio Tucano, próximo ao Claranã. De acordo com Seu Francisco, quando o seu irmão, Expedito Modesto, morou na Rua Álvaro Campos, nº 17, em Bodocó.
-“Eu queria muito encontrar o meu irmão, ou pelo menos saber alguma notícia dele. Sei que já foram muitos anos, e existe a possibilidade dele não está mais vivo, mas eu acredito que através de vocês, nós vamos saber alguma notícia dele”, disse Seu Francisco.

Se você souber alguma informação entre em contato com esses números: (87) 9 9141-6993 ou (87) 9 9144-8201

AF Newss/Encontrando pessoas/Foto: Reprodução

Pagamento será feito até o dia 23.
Foto: Reprodução
Os beneficiários do Bolsa Família começarão a receber nesta terça-feira (10) o abono natalino, equivalente ao décimo terceiro do benefício. Instituído pela Medida Provisória 898, editada em outubro, o abono consiste no benefício pago em dobro em dezembro.

Segundo a Caixa Econômica Federal, que administra os pagamentos, 13,1 milhões de famílias estão sendo atendidas pelo Bolsa Família em dezembro. Neste mês, o governo desembolsará R$ 2,5 bilhões com o pagamento do benefício deste mês, mais R$ 2,5 bilhões com o décimo terceiro.

O benefício extra será pago com o mesmo cartão, nas mesmas datas e por meio dos mesmos canais pelos quais os beneficiários recebem as parcelas regulares do Bolsa Família. Os beneficiários que recebem por meio de crédito em conta poupança ou na conta Caixa Fácil terão o valor do abono natalino creditado nas mesmas contas.

O calendário de pagamentos seguirá o dígito final do Número de Inscrição Social (NIS) do responsável familiar apresentado no cartão do programa.

Beneficiários com o final 1 serão pagos nesta terça-feira. O cronograma segue com o pagamento aos beneficiários com final 2 na quarta (11); final 3, dia 12; final 4, dia 13; final 5, dia 16; final 6, dia 17; final 7, dia 18; final 8, dia 19; final 9, dia 20, e final 0, dia 23.

Fonte: Agência Brasil

A Secult-PE/ Fundarpe, em parceria com a prefeitura local, promove diversas atrações durante os dias 11 a 13 deste mês. Destaque para a 1ª Caminhada das Sanfonas.
Todo dia 13 de dezembro, o município de Exu se enfeita para celebrar seu filho mais ilustre: o Rei do Baião, Luiz Gonzaga. Sabendo da importância de manter a memória deste artista, o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Cultura e Fundarpe, em parceria com a Prefeitura do Exu, promove este ano o Festival Viva Gonzagão, uma celebração que vai durar três dias (de 11 a 13 de dezembro). Os artistas convidados – em sua maioria sanfoneiros e tocadores do legítimo forró pé-de-serra – se apresentarão em dois polos: Polo Danado de Bom (Praça Luiz Gonzaga) e Polo Gonzagão do Povo (Praça de Eventos). Além das apresentações, a programação conta ainda com um sarau poético-musical e a 1ª Caminhada das Sanfonas de Exu.

O presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto, reforça que o Governo do Estado sempre esteve presente no aniversário de Luiz Gonzaga, em Exu. Este ano, volta a realizar a festa, preparando, junto com a Prefeitura, uma grade artística para dois polos de atrações. A atenção, segundo o gestor, foi no sentido de valorizar o trabalho de artistas que ao longo do ano promovem o forró tradicional, da escola de Luiz Gonzaga.

“O forró de sanfona, seja de 120 ou de oito baixos, é uma das expressões mais ricas da nossa cultura. São centenas de representantes que carregam esse instrumento com muito amor, dedicação e a responsabilidade de repassar seus conhecimentos. Tanto é que muitos jovens passam a se interessar pela música de sanfona sertaneja e levar isso como projeto de vida, contribuindo para que a tradição se renove, mas nunca acabe”, diz Marcelo Canuto.
Joãozinho de Exu é uma das atrações do Festival Viva Gonzagão
Segundo o secretário de Cultura do Estado, Gilberto Freyre Neto, a celebração tem grande importância para valorização de um ícone da música, reconhecido mundialmente. “Luiz Gonzaga representa a música não só de Pernambuco, como a música brasileira. É objeto de estudo em diversos países, nas mais diversas línguas. Seu legado é eterno, e isso justifica o investimento que o Governo de Pernambuco está fazendo”, conta.

Para o prefeito de Exu, Raimundo Saraiva, o município aguarda com bastante ansiedade para celebrar seu filho mais ilustre. “A Festa de Gonzagão gera grande expectativa para a população de Exu e para Região do Araripe. É um momento de confraternização dos admiradores do Rei do Baião que vêm de todas as partes do Brasil, um momento de troca de saberes. Além de aquecer o comércio local, é um palco para revelar talentos culturais. Maior vitrine de revelação e resistência cultural da região. Temos muito orgulho de estar na terra do nobre Luiz Gonzaga”, declara o prefeito.

O Festival Viva Gonzagão, em Exu, é uma vitrine para os artistas da região. Passarão por lá nomes locais como Joãozinho do Exu, Serginho Gomes, Cosmo Sanfoneiro, o projeto Aza Branca, grupo de forró que tem uma escola de sanfona em Exu. Além desses, atrações de maior repercussão como Targino Gondim, Fulô de Mandacaru, Waldonys e Daniel Gonzaga (filho de Gonzaguinha e neto de Gonzagão).
Estão sendo esperadas caravanas do Recife, Santa Cruz do Capibaribe, Caruaru, Belo Jardim, São José do Egito, Petrolina, além de municípios da Paraíba e do Rio Grande do Norte
“A festa em Exu é um momento de grande visibilidade para os artistas locais, além de movimentar a economia. As pousadas, os restaurantes, todos ficam cheios. A prioridade é fortalecer os artistas da região, e os alunos da escola de sanfona”, comenta Maurílio Sampaio, articulador regional do Governo de Pernambuco, que está colaborando com a organização do evento. No dia 13, além dos shows, haverá a 1ª Caminhada das Sanfonas, reunindo dezenas de sanfoneiros que sairão tocando pelas ruas da cidade. O mestre de cerimônias da festa será o poeta declamador Iponax Vila Nova.

Já estão sendo esperadas caravanas do Recife, Santa Cruz do Capibaribe, Caruaru, Belo Jardim, São José do Egito, Petrolina, além de municípios da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

GONZAGA – Numa casa de barro batido da fazenda Caiçara, localizada no sopé da Serra do Araripe, no dia 13 de dezembro de 1912, nascia o segundo filho de Ana Batista de Jesus Gonzaga, a mãe Santana, e Januário José dos Santos Nascimento. Recebeu o nome por ter nascido no dia da festa de Santa Luzia, virou Luiz. Cresceu ali, no roçado ajudando o pai, que sabia tocar a sanfona de oito baixos. Luiz Gonzaga aprendeu desde cedo e sanfona. Tocou em feiras e bailes da região, até que deixou a terra natal, entrou pro exército e lançou-se no mundo e na música, para sorte de todo brasileiro, que passou a ter, em Gonzaga, um símbolo máximo do Nordeste e seus símbolos mais genuínos, traduzidos pela voz, pela sanfona e pela poética de Gonzagão. 

PROGRAMAÇÃO 

DIA 11
Polo Danado de Bom – Praça Luiz Gonzaga, às 19h
Sarau poético musical
Seguidores do Rei 

DIA 12
Polo Danado de Bom – Praça Luiz Gonzaga, 16h
Projeto Asa Branca
Carlos Araújo
Zezinho de Exu
Ivonete Ferreira
Quarteto Xoteado
Polo Gonzagão do Povo – Praça de Eventos, 20h
Diego Alencar
Rafael Moura
Serginho Gomes
Joãozinho do Exu
Waldonys 

DIA 13
Polo Danado de Bom – Praça Luiz Gonzaga, 16h
1ª Caminhada das Sanfonas de Exu
Cavalgada Viva Gonzagão (saída da estátua de Luiz Gonzaga)
Vald Félix
Tony Monteiro

Polo Gonzagão do Povo – Praça de Eventos, 20h
Cosmo Sanfoneiro
Danilo Pernambucano
Jorge do Acordeom
Targino Gondim
Fulô de Mandacaru
Apresentação de Iponax Vila Nova. Participação especial de Daniel Gonzaga

Fonte: Cultura PE

A festa em homenagem a Luiz Gonzaga será realizada no Parque Aza Branca, entre os dias 13 e 15 de dezembro.
Luiz Gonzaga nasceu em Exu, no Sertão pernambucano — Foto: Reprodução/TV Globo
A partir do dia 13, o município de Exu, no Sertão de Pernambuco, vai homenagear seu filho mais ilustre, durante a 17ª edição do Festival Viva Gonzagão. A festa em homenagem ao rei do baião, Luiz Gonzaga, será realizada até o dia 15, no Parque Aza Branca.

“A festa é triplicada, aniversário de Gonzagão, 70 anos do primeiro forró, 30 anos sem ele. A festa será maravilhosa”, destaca Júnior Parente, administrador do Parque Aza Branca.

De acordo com Parente, na sexta-feira (13) a festa vai começar com uma sanfoneata, uma passeata realizada com dezenas de sanfoneiros. 80 músicos vão sair do centro da cidade em direção ao Parque. “Após isso, os sanfoneiros tocarão aqui durante todo o dia”, afirma.
O festival vai começar com uma sanfoneata — Foto: Emerson Rocha / G1 Petrolina
No sábado (14), artistas que mantêm vivo o legado de Luiz Gonzaga se apresentam no Festival. “Teremos várias atrações, como Targino Gondim, Joquinha Gonzaga. Flávio Leandro passará por aqui, Fábio Carneirinho, Deusa do Forró e vários outros artistas da região”, diz Junior Parente. 

O festival termina no domingo (15), com a tradicional missa embaixo do pé de Juazeiro, às 11h. Segundo Parente, a celebração é realizada há mais de 20 anos.  

 Por G1 Petrolina
Tecnologia do Blogger.