Blog Rômulo Lima

Cerca de 400 manifestantes atearam fogo em pneus.
BR foi liberada por volta das 9h30.
Um grupo de manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupa desde às 8h desta quarta-feira (11) a Ponte Presidente Dutra, na BR-407, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Na pauta de reivindicações está a luta nacional das mulheres e a discussão sobre a reforma agrária.
Segundo o integrante da direção estadual do MST, Reginaldo Martins, o movimento foi organizado em vários locais pelo Brasil e outras rodovias devem estar sendo bloqueadas simultaneamente. “Faz parte da jornada da luta das mulheres que é comemorada em todo o mês de março. Também queremos chamar a atenção para a pauta da reforma agrária que está parada desde 2011”, afirmou Reginaldo.
Os manifestantes atearam fogo em pneus para bloquear a BR. Segundo o integrante, cerca de 400 pessoas estão participando do bloqueio. Nesta terça-feira (10), o grupo ocupou duas agências bancárias em Petrolina e a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).
A expectativa é que a mobilização aconteça até às 10h desta quarta. “Estamos esperando uma determinação da rede nacional. Não devemos ficar por mais tempo para não atrapalhar e passar pela ponte e este é um horário de pico”, disse. Segundo Reginaldo, já está marcada para esta semana uma audiência em Recife entre os representantes do MST e o Governo do Estado de Pernambuco para discutir a pauta estadual.
“A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi chamada e a Ponte Presidente Dutra teve acesso liberado por volta das 9h30. O Corpo de Bombeiros também esteve no local para apagar o incêndio. Com o volume de veículos que aguardavam o final do protesto, o trânsito ficou lento.
Amanda Franco  
Do G1 Petrolina

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.