Blog Rômulo Lima

Indústrias do Sertão do Araripe terão à disposição serviços e produtos desenvolvidos pela Federação.
Depois de instalar unidades regionais em Caruaru e Petrolina, a Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco - FIEPE chega a Araripina. A inauguração da Unidade Regional Sertão do Araripe acontece no dia 23 de abril e ela atenderá além de Araripina, mais 9 cidades que compõem a região: Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Santa Cruz, Santa Filomena e Trindade.
Distante 692km da capital pernambucana, Araripina foi escolhida para abrigar a unidade por ter o maior número de indústrias, sendo o principal polo provedor de gipsita do país e papel econômico relevante para a dinâmica produtiva do Nordeste. A forte atuação do Sindicato da Indústria do Gesso do Estado de Pernambuco - Sindugesso, que representa as empresas da principal atividade econômica da região também foi relevante para sediar a unidade.
“A escolha da região não foi aleatória. Nela estão cerca de 20% das reservas conhecidas de gipsita do País, com excelente teor de aproveitamento e grau de pureza, consideradas as melhores do mundo. O setor gesseiro, envolve 600 empresas, gera 12 mil empregos diretos e cerca de 65 mil indiretos, promovendo renda, tributos e contribuindo para fixar o sertanejo em seu território. Este é um patrimônio que deve ser preservado através de uma política de incentivos e de medidas inovadoras. É o que a FIEPE vem fazendo”, explicou o presidente em exercício da FIEPE, Ricardo Essinger.
A nova unidade terá como foco principal trabalhar o potencial da região, criando uma política industrial adequada aos setores já existentes, em busca do desenvolvimento da indústria local, colocando à disposição todo o portfólio de produtos e serviços da FIEPE. Cursos, palestras e capacitações voltados aos empresários e executivos da indústria estão entre as ações que a FIEPE vai disponibilizar através da unidade. A diretoria da casa será composta pelos empresários da região, Francisco Alencar e Francisca Campo Costa.
O prédio que abrigará a FIEPE em Araripina foi reformado com o objetivo de criar um ambiente de convivência de empresários. A estrutura conta com quatro salas de reunião e um auditório com capacidade para receber até 100 pessoas. Na cerimônia de inauguração estará presente comitiva de diretores da FIEPE comandada pelo presidente licenciado Jorge Côrte Real, e do presidente em exercício Ricardo Essinger e serão convidados presidentes de sindicatos, líderes políticos, empresários e autoridades da região.
Economia - Os alicerces econômicos do Sertão do Araripe estão na atividade da exploração mineral. Detentor de uma das principais reservas brasileiras de gipsita e apoiado pelo crescimento das indústrias cimenteira e da construção civil, o Polo Gesseiro do Araripe se projeta nacionalmente. Juntas as empresas nele instaladas são responsáveis por cerca de 90% da produção de gesso nacional. Segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego, das 16.355 indústrias instaladas em Pernambuco, 3,1% estão na região do Sertão do Araripe. Juntas elas empregam 1,3% dos trabalhadores da indústria no Estado. O Pólo Gesseiro porém, não é o único setor produtivo de destaque no Sertão do Araripe, os segmentos de panificação, reparação automotiva e de curtume também são fortes na região.
Cadastro Industrial – Na ocasião será lançada a edição 2015 do Cadastro Industrial de Pernambuco, que reúne as principais informações de 5.969 empresas instaladas no Estado. O levantamento realizado pela FIEPE contém dados sobre o porte da indústria, ano de fundação, produto e matéria-prima utilizada, quantitativo de funcionários, turnover, consumo médio de energia, acesso ao mercado internacional, filiação sindical, além de informações cadastrais que servem como facilitador de novos negócios. Pela primeira vez o turnover da mão-de-obra (rotatividade de pessoal) e o consumo de energia foram incluídos no cadastro já que o custo de energia industrial de Pernambuco ser um dos maiores do Nordeste, o que gera perda de competitividade e o giro da mão de obra também interfere como um fator crítico para curva de aprendizagem das empresas. A publicação será disponibilizada nas versões impressa e digital em CD e pode ser adquirida na FIEPE e nas principais livrarias.
Da Ascom

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.