Blog Rômulo Lima

Durante a noite e madrugada, apenas familiares e amigos terão acesso ao velório. Cerimônia será aberta ao público pela manhã.
O corpo do ex-deputado federal Pedro Eugênio chegou ao Recife por volta das 21h30 desta terça-feira (21). Aos 66 anos, ele morreu na noite da segunda (20), no Hospital de Beneficência Portuguesa, em São Paulo, onde estava hospitalizado há cerca de três meses. A causa do falecimento foi complicações após uma cirurgia coronariana, doença que estava combatendo há quatro anos. O corpo do político será velado exclusivamente por familiares e amigos no Morada da Paz durante toda a madrugada. Pela manhã o velório será aberto ao público. A cremação está prevista para acontecer às 11h desta quarta (22).
Economista formado pela UFPE, Pedro Eugênio ensinou na mesma faculdade. Com a eleição de Miguel Arraes para o governo de Pernambuco, em 1986, tornou-se secretário de Agricultura. Ocupou pastas em outros governos de Arraes: Planejamento (1989-1990) e da Fazenda (1995-1996). Iniciou a vida parlamentar como deputado estadual eleito pelo PSB, partido ao qual se filiou. Em 1996, ingressou no PPS e, em seguida, ao PT, por onde se elegeu deputado federal com expressivos 85.140 votos, e se reelegeu em 2010 com 80.657 votos. Em 2014 obteve 61.025 votos para deputado federal, mas não se elegeu.
O PT pernambucano lamentou profundamente a morte do ex-deputado, que já ocupou a presidência estadual do partido durante período delicado - as prévias para escolher quem seria o candidato a prefeito do Recife em 2012. Aconteceu logo depois o partido perder outro quadro político, o deputado estadual Manoel Santos, que morreu no domingo (19), também no Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, onde estava internado desde fevereiro para se tratar de um câncer.
Do JC Online

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.