Blog Rômulo Lima

Em menos de um mês, vídeo chegou à marca de 1,8 milhão de visualizações.
Whinderson Nunes já interpretou a saga Crepúsculo e o filme Anabele.
Whinderson viralizou interpretando a saga Crepúsculo, Anabele e 50 tons de cinza.
O jovem piauiense de apenas 20 anos Whinderson Nunes está fazendo sucesso nas redes sociais com uma interpretação bem humorada sobre o filme '50 tons de cinza', recém lançado no cinema internacional. O vídeo que foi publicado em seu perfil no YouTube, já chegou à marca de mais de 2,6 milhões de visualizações, e no Facebook, onde teve milhares de compartilhamentos. Em outros vídeos que também renderam sucesso, Whinderson interpreta a saga Crepúsculo e o filme Anabele. (Assista ao vídeo)
No vídeo, Winderson satiriza o filme em uma interpretação com uma linguagem tipicamente nordestina. Com piadas que tiram o riso de quem assite, o humorista referencia fatos do filme a coisas banais do cotidiano das pessoas. Em boa parte do vídeo, Winderson também mostra que, por ser um filme de cunho erótico, supõe-se que aconteceria cenas de sexo durante o longa. "E nada", diz ele.
"Cristian encontra Anastácia em uma loja e diz: 'eu gosto é sem roupa'. Eita, que agora vai. Quando a gente pensa que vai acontecer alguma coisa: nada. No hotel ele diz que tem gostos peculiares e ela fala, pois me mostra. Eita que é agora: e nada, era só dormir mesmo", diz ele no vídeo.
Em outro momento, Winderson faz referência às garotas que costumam se fazer de difícil em uma relação ou em uma abordagem.
"Quando a gente chama a menina para ir no cinema, ela não aceita. Dá um chocolate, não aceita. Dá uma flor, ela renega. O cara dá um carro e a mulher se faz de difícil e vira a cara para ele. Sabe o que ele faz? Levou para dentro do carro e deu umas palmadas na bunda dela. A mulher leva uma surra porque ganhou um carro... E eu que apanhava de graça quando era pequeno. Se quando eu fosse criança ganhasse um carro com toda surra que eu levasse...", diz ele no vídeo.
A interpretaçao cheia de piadas caiu no gosto dos internautas. Dos mais de 261 mil internautas que avaliaram o vídeo, apenas 1.270 não curtiram a interpretação. O humorista, já conhecido em todo o nordeste, conversou com o G1 e falou sobre a ideia e repercussão.
"Quando sai um filme no cinema que é muito, muito esperado eu sempre faço uma resenha sobre aquilo que eu acho engraçado ou estranho. As piadas já saem direto do filme, levo um bloco de notas e anoto tudo o que pode ser satirizado. Na gravação do vídeo, sai tudo no improviso", disse.
Whinderson Nunes contou ainda que já visitou todo o nordeste com seus shows de stand up comedy. Segundo ele, com seis apresentações por mês, duas a cada fim de semana, a agenda já tem shows marcados até o meio do ano. Em todo o nordeste do Brasil, das capitais que ele se apresentou, apenas Salvador e Maceió ainda não entraram em sua agenda.
"Me chamaram para fazer um show, e na primeira vez eu acabei nem indo. Numa segunda oportunidade aceitei e em torno de 50 pessoas assistiram ao meu show. Gostei da experiência, e levando em conta que muitos dos humoristas que começaram divulgando vídeos na internet e enveredaram no mundo do stand up comedy, vi que poderia ser uma novo movimento a seguir", disse.
A moradora do município de Codó, no Maranhão, mãe de uma menina de 14 anos, fã declarada de Whinderson, diz que acompanha o trabalho do comediante junto com a filha. Ela conta acompanhar os vídeos e disse que ri muito com a última postagem sobre o '50 tons de cinza'.
"Conheço o trabalho dele por causa da minha filha e nós rimos demais com os vídeos dele. Um dia ela me mostrou uma foto dele e quando o vi, logo reconheci. Eu deixo até porque eu tenho a segurança de sempre acompanhar o que minha filha está vendo na internet, e quando vejo que não é da idade dela, impeço e direciono para outra coisa. Eu sou muito tranquila com relação ao trabalho dele, e inclusive já fomos a um show dele na nossa cidade", contou.
O primeiro show de Whinderson Nunes no Piauí, foi no Teatro 4 de setembro, em setembro do ano passado. Na agenda, ele conta que outrou show foi realizado no mesmo local, resultado de uma ação social. Segundo ele, a entrada é doação de sangue.
"A ideia foi do Jaque Stênio que me convidou e prontamente eu aceitei. Ele já tinha a pauta, já realizou trabalhos com usuários de crack, com o projeto 'Craques do Humor" para fazer doações de instituições que fazem trabalhos com usuários de drogas", contou. O show aconteceu no dia 23 de abril, no Teatro 4 de Setembro. Quem assistiu ao show de Whinderson no Teatro, precisou ir até o Hemopi, fazer a doação de sangue para ganhar dois ingressos.
Do G1 PI
Foto: Fernando Brito/G1

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.