Blog Rômulo Lima

O velório do deputado estadual Manoel Santos acontecerá na Assembleia Legislativa, em Recife, a partir das 16h30 e se estenderá por toda a noite. Amanhã (21), às 9h, haverá uma Celebração na Assembleia Legislativa, seguida da saída do corpo para o Cemitério Morada da Paz (em Paulista), para o início da cerimônia de cremação. Um segundo momento de homenagens será realizado no município de Serra Talhada. Quando vivo, Mané de Serra, como era carinhosamente chamado entre os companheiros de luta, declarou o seu desejo de ter suas cinzas depositadas em sua terra natal. Essa cerimônia ainda não tem data prevista.
A morte do parlamentar, domingo (19), aos 63 anos, no Hospital da Beneficência Portuguesa após uma longa batalha contra um câncer no esôfago,  tem motivado diversas manifestações de pesar por parte da classe política.
“É com imensa tristeza que o PT de Petrolina manifesta sua solidariedade aos familiares e companheiros de luta e de partido do Deputado Estadual Manoel Santos, que faleceu nesse domingo, em São Paulo, após travar uma longa batalha contra um câncer no esôfago. Durante mais de 40 anos, Manoel de Serra, como era carinhosamente chamado, dedicou-se à luta dos trabalhadores da agricultura, iniciada ainda nos anos de 1970 ao ingressar na Ação Católica Rural. É incomensurável a contribuição de Manoel de Serra para a conquista de direitos dos trabalhadores, especialmente, os do campo, visto que sua trajetória política vincula-se à trajetória dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, da CONTAG, da FETAPE, da CUT e do PT. Neste momento doloroso, renovamos a nossa crença e esperança na luta dos trabalhadores, e prestamos nossa solidariedade aos familiares e amigos”, diz nota emitida pelo diretório do PT em Petrolina.
O senador Humberto Costa (PT) disse através de nota que recebeu a notícia da morte do deputado estadual Manoel Santos com “imensa tristeza”. “Ao longo de sua trajetória política, não foram poucas as vezes que vi Mané colocar em risco a sua própria vida para defender os trabalhadores rurais. Manoel era negro, agricultor e começou a trabalhar cedo no campo. Dedicou a sua vida a defender aqueles que como ele enfrentaram as dificuldades para viver da agricultura familiar no País. O deputado foi um dos fundadores da CUT e do PT no Estado e foi um dos primeiros representantes dos trabalhadores rurais a conseguir um mandato na Assembleia Legislativa, onde sempre teve uma atuação de destaque, sabendo cobrar quando necessário, mas também negociar e defender aquilo que é importante. Manoel deixará uma lacuna na política e uma grande saudade”, afirmou a nota do senador.
O também senador pernambucano, Fernando Bezerra Coelho (PSB)  manifestou pesar. “Foi com imenso pesar que recebi a notícia do falecimento do deputado estadual Manoel Santos. Manoel era um líder entre os trabalhadores rurais, uma referência na luta pelos direitos de homens e mulheres do campo. Deixa um importante legado de coerência e humildade. Que a família encontre a paz de espírito e o conforto necessários para atravessar este momento tão difícil”
O deputado federal Fernando Filho (PSB) manifestou que “a notícia do falecimento do deputado estadual Manoel Santos entristece a todos nós”. “Era um homem comprometido com Pernambuco e, em especial, com os trabalhadores e trabalhadoras rurais. Deixa uma grande lacuna na política pernambucana. Que a família possa encontrar conforto e paz para superar este momento de tanta dor”, disse através de nota.

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.