Blog Rômulo Lima

No primeiro duelo da decisão do Estadual, Tricolor foi envolvido pelo Carcará, que perdeu muitas chances de gol; domingo, as duas equipes se enfrentam no Arruda.
Depois de eliminar o Sport na semifinal do Campeonato Pernambucano, o Salgueiro por pouco não começa a decisão contra o Santa Cruz repetindo o mesmo roteiro. Jogando em um Estádio Cornélio de Barros lotado, o Carcará teve a chance de sair de campo com a vantagem em uma cobrança de pênalti ainda no primeiro tempo. No entanto, ao contrário do que fez na semifinal, quando converteu os dois, desta vez o zagueiro Rogério Paraíba acertou a trave. O pênalti perdido foi retrato do Salgueiro que abusou de falhar nas finalizações. Só Lúcio, perdeu dois gols feitos. O Santa Cruz não teve uma noite inspirada e acabou sem dar muitos trabalhos ao goleiro Luciano. Com isso, o zero não saiu do placar.
Salgueiro e Santa Cruz voltam a se enfrentar agora no próximo domingo, no Estádio do Arruda, onde, enfim, o Campeão Pernambucano de 2015 será conhecido. Com o empate do primeiro jogo, só a vitória dá a taça para qualquer um dos dois lados. Um novo empate, seja ele com gols ou sem gols, leva a decisão para os pênaltis.
As equipes apresentaram um futebol semelhante no primeiro tempo. Se faltou a técnica que um jogo final merecia, sobraram a raça e a vontade necessárias em uma decisão. Foram poucos os lances que levantaram a torcida nos 45 minutos iniciais. O Salgueiro levou um susto no início, mas no final computou mais oportunidades de marcar - entre elas uma penalidade. Logo aos sete minutos, Emerson Santos recebeu belo passe de Guilherme Biteco, dentro da área, mas parou em Luciano, que salvou os sertanejos.
O Carcará só respondeu na reta final. E teve pelo menos três boas estocadas para tirar o zero do placar. No entanto faltou competência. Na primeira, aos 31 minutos, Lúcio ficou na frente de Fred, mas chutou fraco e facilitou a vida do goleiro coral. Logo depois, aos 37, Kanu foi derrubado na área por Alemão. Na cobrança do pênalti, Rogério, o mesmo que converteu dois contra o Sport, nas semifinais, mandou na trave. No final, Vítor Caicó recebeu um belo passe de Rodolfo Potiguar e, novamente, dentro da área, falhou na hora do arremate.
Salgueiro pecou ainda mais nas finalizações
Personagem do primeiro tempo com um gol perdido de forma inacreditável, Lúcio voltou a aparecer de forma negativa no segundo tempo. E conseguiu perder outro gol feito, aos 24 minutos. O lance, no entanto, serviu para que o Salgueiro acordasse e logo na jogada seguinte Marlon por pouco não faz um golaço por cobertura de Fred. O grande problema eram as finalizações. E ele persistiu até o final do jogo. Valdeir teve pelo menos mais duas chances e o zagueiro Rogério Paraíba também não acertou a pontaria. Já nos acréscimos, Marcos Tamandaré tentou um cruzamento, mas a bola pegou efeito e tomou a direção do gol. O goleiro Fred se esticou e evitou o gol do Carcará.
Por  
Salgueiro, PE

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.