Blog Rômulo Lima

Caminhos da Reportagem percorre os municípios que compõem o polo gesseiro pernambucano e que, juntos, abastecem 95% de todo o mercado nacional.
A Chapada do Araripe, no sertão pernambucano, é conhecida por suas belezas naturais e pela hospitalidade de seu povo. Também ali, a 600 quilômetros de Recife, fica uma das maiores reservas de Gipsita do planeta. A Gipsita é a base do gesso, material muito usado na construção civil e na área da saúde. O polo gesseiro da região está entre as mais importantes fontes de riqueza natural do Brasil.
Apesar de movimentar a economia brasileira, o polo enfrenta sérios problemas ambientais, fiscais e trabalhistas. O pó de gesso em suspensão e os gases tóxicos lançados no ar põem em risco a saúde dos funcionários e dos moradores das cinco cidades.
A polêmica em torno do polo gesseiro de Pernambuco não impede a população local de se sustentar com o trabalho no gesso. Maria do Socorro de Souza, 26 anos, diariamente descarrega placas de gesso com até 11 quilos, cada. É o caso também de Josimar de Lima, 41 anos, que passou uma vida se dedicando a sua pequena fábrica, de onde tira o sustento dos 10 filhos.
Veja o vídeo abaixo:
 
Fonte: TV Brasil

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.