Blog Rômulo Lima

Justiça Federal afasta secretários municipais e funcionários comissionados.
A Justiça Federal em Pernambuco, afastou, por 180 dias, 6 funcionários públicos da prefeitura de Araripina, a 620 km da capital Recife. A medida visa evitar interferência na coleta de provas da operação 'Paradise', que apura indícios de desvio de recursos do Ministério da Educação(MEC) que deveriam ser destinado à obras na cidade.
14 pessoas foram presas no dia 7 de maio pela Polícia Federal e Controladoria Geral da União. Todas elas foram liberadas após prestar depoimento na sede da PF em Salgueiro.
Os afastados foram, Cybele Arraes (Secretária de Educação), Ricardo Arraes (irmão e Assessor do Prefeito), Sandra Mara Bihum e Rosa Suleymam (Assessoras Jurídicas do Gabinete do Prefeito), Ana Maria (ex Secretária de Finanças) e o servidor público César Gondin.
Hoje pela manhã, um oficial de justiça deslocou-se até a sede da prefeitura para intimar os indiciados e a procuradoria do município.
Neste primeiro inquérito policial, o prefeito de Araripina Alexandre Arraes(PSB), já está indiciado nos Artigos 288 (Formação de Quadrilha), 317(Prevaricação) - ambos do Código Penal Brasileiro - e Artigo 92 da Lei de Licitações.
Está em tramitação na justiça federal mais dois inquéritos contra a prefeitura. Segundo comunicado da Policia Federal, os desvios de dinheiro público podem somar a bagatela de R$ 8 milhões.
Fonte de Informações: Blog Revista Geral
Foto: Reprodução Internet

LINK DA MATÉRIA
http://www.blogrevistageral.com.br/2015/06/prefeito-de-araripina-e-indiciado-por_3.html

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.