Blog Rômulo Lima

Beberibe registrou a maior precipitação do estado neste domingo (5).
Chuvas estão associadas a distúrbio ondulatório, diz Funceme.
Mais de 90 cidades do Ceará registraram uma forte chuva neste domingo (5), precipitação atípica para o mês de junho. A chuva mais forte ocorreu em Beberibe, no litoral de Fortaleza, com precipitação de 140 milímetros. Também houve chuva forte em Palmácia (92 milímetros), Pacajus (83), e Solonópoles (95), de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).
A previsão para esta segunda-feira (6) é de nebulosidade entre a madrugada e manhã com chuvas na região Centro-Sul. Na faixa litorânea há possibilidade de chuvas isoladas. À tarde e à noite, céu entre parcialmente nublado e claro em todas as regiões.
Na terça, há nebulosidade variável com possibilidade de chuvas isoladas na faixa litorânea entre a madrugada e manhã. No decorrer do dia, céu entre parcialmente nublado e claro em todo o estado.
As chuvas que ocorrem no Ceará neste mês estão associadas à formação de áreas de instabilidade em virtude da atuação de um DOL (Distúrbio Ondulatório de Leste) sobre o setor norte do Nordeste (NE) brasileiro, sistema atmosférico típico de pós estação chuvosa do Ceará, explica a Funceme.
Previsão para 2016
O Ceará registrou volume de chuvas -30,1% menor na quadra chuvosa de 2015, de fevereiro a maio,  em relação à média histórica dos anos 1980 a 2009, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos do Ceará (Funceme).
A avaliação foi divulgada na quarta-feira (1º), em Fortaleza. Segundo a Funceme, se houver seca forte em 2016, o estado entrará no maior ciclo de seca desde 1910, de cinco anos. Outro ciclo de cinco anos de seca registrado pela Funceme ocorreu no período entre 1979 e 1983.
Do G1 CE
Foto: Fabiane de Paula/ Diário do Nordeste. 

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.