Blog Rômulo Lima

Regiões de Araripina e Salgueiro demitiram mais do que contrataram.
Gesseiro e Servente de obras foram ocupações que mais demitiram.
O levantamento realizado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego, mostrou que de janeiro a junho de 2015, cidades do Sertão de Pernambuco demitiram mais do que contrataram. Ao todo 848 postos de trabalho foram fechados em 18 cidades.
A pesquisa realizada pelo Caged organizou as cidades em duas microrregiões: Araripina e Salgueiro. A de Araripina, engloba, além do município, outras nove cidades (Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Santa Cruz, Santa Filomena e Trindade) e registrou 656 postos de trabalho a menos no primeiro semestre do ano. Os setores que mais demitiram foram o da Indústria de Transformação (- 62 vagas), Extrativa Mineral (- 44 vagas) e Comércio (- 41 vagas).
Ainda de acordo com os dados, a cidade que mais demitiu nesta microrregião, foi Ouricuri. Ao todos 95 postos de trabalho foram fechados. A ocupação de servente de obras, foi a que mais registrou queda, com um total de 39 desligamentos.
Já a microrregião de Salgueiro é composta por oito municípios (Cedro, Mirandiba, Parnamirim, Salgueiro, São José do Belmonte, Serrita e Verdejantes) e registrou um deficit de 192 postos. Segundo os dados do Caged, de janeiro a junho foram registradas 1.075 admissões e 1.267 desligamentos na região.
O município de Salgueiro foi o que apresentou mais fechamentos, num toral de 150 vagas. Os setores mais prejudicados foram o Comércio (-59 vagas), seguido da Construção Civil, (-54 vagas) e Serviços (- 45 vagas).
Mais contratações
Diferente dos municípios que tiveram mais desligamentos que contratações, Araripina apresenta números positivos. A cidade registrou crescimento de empregos com carteira assinada, foram 251 novas ocupações. O setor que mais empregou foi a construção civil, com números positivos de 347 novas contratações.
Isa Mendes  
Do G1 Petrolina

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.