Blog Rômulo Lima

O evento é realizado simultaneamente em mais de 100 países.
Mais uma vez Ouricuri se destaca e participa, pela primeira vez, da Semana de Ação Mundial (SAM) conjunto com a Campanha Global pela Educação. O evento é realizado simultaneamente em mais de 100 países. A atividade realizada pela Prefeitura Municipal por meio da Secretaria Municipal de Educação foi iniciada na última segunda-feira, 29, no auditório do Cerest e reuniu representantes da comunidade educacional e sociedade civil organizada.
O evento abordou temas como o Plano Municipal de Educação sob a ótica do novo Plano Nacional de Educação (PNE), Gestão Democrática e a proposta de criação do Fórum Municipal de Educação. Além desses temas, falou-se o futuro pleito pela implantação de um Fórum Regional do Sertão do Araripe Pernambucano.
Entre os participantes, estavam o Prefeito Cezar de Preto, o secretário de educação, Franklin Aquino, o diretor geral do Instituto Federal do Sertão Pernambucano – Campus Ouricuri (If-Sertão), Jean Carlos Coelho de Alencar, bem como gestores escolares, representantes de associações, conselhos, sindicato dos servidores, professores e técnicos em educação.
Na ocasião, o prefeito Cezar de Preto falou sobre a importância das discussões coletivas em torno da educação em Ouricuri e sobre o processo democrático da sua gestão. “O município de Ouricuri vem desenvolvendo uma característica de participação democrática nas ações da educação. Para tanto, a gente tem ouvido a população e a partir disso temos encontrado soluções de forma integrada com a sociedade”, destacou o gestor.
O secretário de educação, Franklin Aquino, reiterou a fala do prefeito, e acrescentou que este é um momento de definições importantes na educação tanto no município quanto no país. Ele aproveitou e fez um relato sobre a experiência vivenciada em sua participação no Fórum Nacional da UNDIME, realizada no município de Mata de São João, no Estado da Bahia.
Ao final do evento, foi encaminhada a criação de um Fórum permanente de educação no município e foram sugeridas as entidades governamentais e não-governamentais que devem fazer parte da composição deste. Pensado nisto, foi programado um segundo encontro para fortalecer a ideia do Fórum e iniciar as tramitações necessárias através de uma discussão mais ampla junto aos trabalhadores e representantes da educação e entidades da sociedade.
Com informações de Humberto Lacerda

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.