Blog Rômulo Lima

Duelo sertanejo acabou com placar de 3 a 1. Romero marcou para o Araripina, Jeferson Petrolina, Felipe Mateus e Ícaro garantiram os gols do Petrolina na estreia.
De um lado, equipe sem reservas e goleiro tirando onda de atacante, do outro, um time com jogadores irregulares. Foi assim a estreia do Araripina e do Petrolina, no Chapadão do Araripe, pela Série A-2 do Campeonato Pernambucano. Enquanto o técnico do Bode, Cleibson Ferreira optou por colocar em campo apenas os jogadores com nomes divulgados no Boletim Informativo Diário - BID - da Confederação Brasileira de Futebol - CBF, o que dá condições regulares de jogo, o treinador da Fera Sertaneja, Neco, colocou em campo jogadores que não tiveram os nomes divulgados. Se fora de campo o jogo já tinha movimentação, dentro não foi diferente. Com virada no placar, o Petrolina venceu a partida por 3 a 1.
O Araripina chamou atenção pelo banco de reservas vazio e pelo goleiro Romero jogando como atacante. Tudo porque a equipe só tinha onze jogadores regulares no BID, sendo dois deles, arqueiros. Mas foi justamente o goleiro-atacante que abriu o placar logo aos cinco minutos de jogo. Coincidentemente, o primeiro jogo da competição em 2014 foi entre as duas equipes e na ocasião, Diego, goleiro do Petrolina foi quem marcou o seu. Mas a alegria dos donos da casa foi logo interrompida pela Fera Sertaneja. Após cobrança de escanteio, aos 27 minutos, Jeferson Petrolina cabeceou e empatou o jogo. No minuto seguinte, foi a vez de Felipe Mateus aproveitar lançamento pela esquerda e cabecear para o gol. Placar de 2 a 1 para o Petrolina.
No segundo tempo, o Bode voltou a campo desfalcado. Yuri que estava sentindo a perna ficou de fora. A fera Sertaneja aproveitou para administrar o jogo. Mas quando Gabriel foi expulso, aos 28 minutos e o Araripina ficou com apenas nove jogadores, o Petrolina passou a pressionar os donos da casa. A insistência teve resultado novamente aos 34 minutos, quando Ícaro, que entrou no lugar de Felipe Mateus, marcou o seu. Nesta altura do jogo, a torcida do Araripina já deixava o estádio. Mesmo com a frustração nas arquibancadas, quem não desistiu do time foi Yuri, que mesmo contundido voltou ao gramado para ajudar o Araripina. Mas o esforço não adiantou e o jogo acabou mesmo em 3 a 1 para o Petrolina.
Na próxima rodada, no domingo, o Araripina recebe a equipe de Afogados da Ingazeira no Chapadão do Araripe, às 16 horas. Já o Petrolina recebe o Serrano no Paulo Coelho.
Por  
Araripina, PE

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.