Blog Rômulo Lima

Repórter e câmera foram baleados durante entrevista.
Ainda não se sabe o motivo dos disparos e a identidade do atirador.
Dois jornalistas de TV foram mortos com tiros na Virginia quando conduziam uma entrevista ao vivo. O incidente ocorreu em Bedford County. As imagens mostram que, quando os tiros foram ouvidos, a repórter e uma entrevistada se abaixaram assustadas (Foto: Reprodução/WDBJ 7)
Dois jornalistas de TV foram mortos com tiros nesta quarta-feira (26) de manhã quando conduziam uma entrevista ao vivo no estado da Virginia, nos EUA.
O incidente ocorreu durante uma transmissão ao vivo pelo canal WDBJ-TV, afiliado à CBS, na Bridgewater Plaza, na cidade de Moneta.
Nas imagens gravadas pelo cinegrafista antes de ser morto, é possível ouvir os tiros, a câmera cair no chão e filmar as pernas do atirador que mata, logo em seguida e fora do campo de imagem, a jornalista, da qual só se ouve os gritos.
Até o momento não se sabe o motivo dos disparos e a identidade do atirador.
Pelas imagens, quando os tiros foram ouvidos, a repórter e uma entrevistada se abaixaram para se esconder.
"É com extrema tristeza que nós informamos que Alison Parker e Adam Ward foram mortos em um ataque nesta manhã", lamentou no twitter a rede de TV WDBJ7, onde trabalhavam as vítimas.
Canal WDBJ7 postou em seu perfil no Twitter fotos de Alison Parker e Adam Ward em homenagem: 'Nós amamos vocês, Alison e Adam' (Foto: Reprodução/Twitter/WDBJ7)
Acredita-se que o atirador tenha atirado seis ou sete vezes, disse o gerente geral do WDBJ Jeff Marks, segundo a CNN. Parker, que é o repórter matutina da rede, começou como estagiária. Ela é natural da Virgínia e passou a maior parte de sua vida na cidade de Martinsville.
Imagem reproduzida do momento do tiroteio que mostra o que seria o atirador que matou os dois jornalistas. Telespectadores postaram o frame em redes sociais (Foto: Reprodução/Facebook)
Do G1, em São Paulo

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.