Blog Rômulo Lima

O direito a água é um dever do estado e do município. Em Bodocó famílias agriculturas estão sofrendo com a suspensão da operação carro pipa pelo IPA. Como se já não bastasse a falta de outros serviços no município, agora, as famílias rurais sofrem a falta de água e o governo municipal até agora não tomou nenhuma providência.
É sabido que o país passa por uma crise econômica e política que está afetando a população mais pobre e servindo de desculpas para governadores e prefeitos justificarem suas incompetências junto a gestão. Não é novidade para ninguém que em relação a pagamentos dos pipeiros, Pernambuco sempre deixa a desejar, a água para o sertanejo não é prioridade para o governo do estado.
O que se pode fazer em uma situação como esta? É simples, Bodocó elegeu representantes para a Câmara de vereadores e deputados. Se o prefeito não tem uma resposta que solucione o problema a Câmara de vereadores deve tomar a decisão de se pronunciar junto ao Ministério Público e principalmente reivindicar junto aos deputados majoritários apoio para solucionar o problema que é humilhante, degradante e desrespeitoso ao sertanejo.
Nesta terça (14), o vereador Luiz Matias fez um pronunciamento na câmara expressando indignação com a ação do governo em suspender o abastecimento d’água pelo programa de carros pipas. Mas é preciso mais que isso para resolver o caos que está com a falta d’água. O bodocoense está sofrendo e algo precisa ser feito urgentemente.
Por Nordeste Sertão

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.