Blog Rômulo Lima

Ela estudava no colégio Waldorf Rudolf Steiner, na Zona Sul, que decretou luto.
A estudante Victoria Natalini, de 16 anos, foi encontrada morta na madrugada desta quinta-feira (17) depois de ter se perdido durante um trabalho escolar na Fazenda Pereiras, em Itatiba, região de Jundiaí. Aluna da escola Waldorf Rudolf Steiner, no Alto da Boa Vista, na Zona Sul, a adolescente fazia parte de um grupo de vinte estudantes que tinham ido em excursão à fazenda para fazer um trabalho de topografia. Na tarde de quarta-feira (16), ela se afastou dos colegas e não foi mais vista. Monitores e funcionários iniciaram a procura e, sem pistas, pediram ajuda à Polícia Militar.
Bombeiros e policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE) usaram um helicóptero para vasculhar a área, mas as buscas foram suspensas durante a noite. A garota foi encontrada na manhã seguinte numa clareira, já sem vida e, segundo a PM, não tinha marcas de violência. A fazenda é turística e o grupo estava hospedado no local havia uma semana.
O caso foi registrado como "morte suspeita". A Polícia Civil de Itatiba informou nesta tarde que ainda aguarda o laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí, para onde foi levado o corpo da adolescente, sobre a causa da morte. Espera ainda o resultado da perícia feita na fazenda por peritos do Instituto de Criminalística para decidir o rumo das investigações.
A escola  informou que Victoria participava, com seus colegas de classe, de atividades curriculares externas desenvolvidas regularmente pela instituição de ensino. Em nota, a direção lamentou o ocorrido e afirmou que acompanha a investigação oficial e vai compartilhar as informações quando houver. A escola decretou luto até sexta-feira (18).
Veja a íntegra da nota:
"É com profundo pesar que a escola Waldorf Rudolf Steiner informa o falecimento de uma aluna da 10ª série na área da fazenda Pereiras, município de Itatiba. A aluna participava, com seus colegas de classe, de atividades curriculares externas tradicionalmente desenvolvidas pela instituição de ensino.
Até o momento não há detalhes acerca do ocorrido, que já está sob investigação oficial. Os demais alunos que participavam daquelas atividades encontram-se em segurança na sede da fazenda.
A escola estará em luto a partir do meio-dia desta quinta-feira, dia 17, e também amanhã, dia 18, em respeito à família da aluna, colegas e toda a comunidade de nossa instituição.
A escola Waldorf Rudolf Steiner lamenta profundamente o ocorrido e está comprometida em garantir todo o apoio a família, alunos e membros de nossa comunidade.
A Diretoria"
Por: Estadão Conteúdo

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.