Blog Rômulo Lima

Mulher traída juntou amigas e humilhou garota sem dó.
O caso virou um linchamento escabroso. A vítima, essa que aparece acuada no chão, apanhou em público de outros mulheres após ser acusada de sair com o marido de uma delas. Levou puxadas de cabelo, socos e pontapés, além de ser deixada sem blusa no meio de todo mundo.
O barraco aconteceu na China, em Yulin, e tomou proporções assustadoras. As agressoras quiseram, segundo jornais locais reportaram, fazer "justiça com as próprias mãos".
E, pelas imagens, não pouparam nem um dedo se quer na surra contra a amante.
Puxaram tanto a coitada, que ela chegou a ser arrastada, pelos cabelos, para dentro de um estabelecimento, uma loja de eletrônicos.
Ao entrar na loja, o terror ficou ainda pior. 
Finalmente conseguiram tirar a blusa dela.
A amante foi pisoteada, enquanto tentava desesperadamente esconder os seios. 
Deram chutes na cabeça, e gritavam: "Isso é castigo". 
Nenhuma testemunha tentou ajudar. Isso por que, o número de ataques contra amantes na China tem aumentado. As traídas não dão a mínima para leis chinesas e têm sorte, e nem a polícia entra no meio.
Teve mais gente que humilhou a amante do marido no meio da rua recentemente!
Cenas chocantes como esta parecem ter se tornado comuns na China. Mais um ataque feroz contra amantes foi registrado em plena luz do dia, no meio de uma praça. A coisa ficou séria, com direito a ameaça de morte. 
No vídeo, a traída (em pé, puxando o cabelo da coitada) aparece agredindo, sem dó nem piedade, a suposta amante de seu marido, enquanto uma amiga fica ao lado filmando toda a cena de um celular.
As imagens foram postadas em uma rede de compartilhamento de vídeos chinês, e mostra e esposa fazendo ameaças. Visivelmente descontrola, ela grita: "Se você ousar olhar pro meu marido, pode ter certeza que sua família inteira morre". 
A pancadaria começa com tapas e puxões de cabelo. 
Quando cai no chão, ela apanha ainda mais. 
Os populares que passavam pela praça ficaram de olhos arregalados
Algumas pessoas ficaram estáticas, só observando as cenas de violências 
Fonte: Do R7

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.