Blog Rômulo Lima

Mais de 300 mil pessoas vão ser atingidas por novo sistema de rodízio.
Santa Cruz do Capibaribe terá água por até quinze dias, em outubro.
Onze municípios de Pernambuco terão abastecimento de água por até uma semana no mês, de acordo com o gerente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Mário Heitor Filho. Das cidades atingidas pelo racionamento, dez são do Agreste - todas abastecidas pela barragem de Jucazinho. Ao todo, mais de 300 mil pessoas serão atingidas. O novo rodízio será iniciado no dia 1º de outubro.
Heitor Filho, gerente regional do alto Capibaribe, afirmou que ficarão sete dias e meio por mês com água as cidades de: Surubim, Casinhas, Salgadinho, Santa Maria do Cumbucá, Frei Miguelinho, Vertentes, Vertente do Lério, Toritama, Cumaru, Passira e Riacho das Almas. Segundo ele, Santa Cruz do Capibaribe é uma excessão, pois ficará com água no período de quinze dias.
A recomendação do gerente é que a população economize o máximo que puder. "As cidades ficarão sete dias e meio com água. Dentro desse período ainda há o rodízio interno de cada município e a água vai passar um mês para chegar novamente. Então, todos terão que economizar e armazenar, além de denunciar as ligações clandestinas, que podem render multa".
Heitor Filho explicou que o novo regime de abastecimento vai acontecer por conta da seca que há cinco anos afeta Pernambuco. "Estamos em uma seca severa há cinco anos. A esperança é que chova em Jucazinho para que, daqui para o final do ano, possamos prorrogar o uso da água".
De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) - em boletim de monitoramento divulgado na segunda-feira (28) - a barragem de Jucazinho, localizada no município de Surubim, Agreste do estado, está com 2,7% da capacidade, o que corresponde a pouco mais de 8,9 milhões de metros cúbicos. A capacidade total da barragem é de 327 milhões de metros cúbicos.
Kamylla Lima  
Do G1 Caruaru

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.