Blog Rômulo Lima

Operação da Polícia Civil apreendeu 26 sacos de maconha, em Cupira.
Filho de ex-prefeito da região seria dono de casa onde droga foi encontrada.
Uma operação da Polícia Civil apreendeu mais de 380kg de maconha na zona rural de Cupira, no Agreste de Pernambuco, neste sábado (5). De acordo com o delegado Sylvio Romero, a droga no valor de R$ 1,9 milhão abasteceria as praias no litoral de Pernambuco. O filho do ex-prefeito de um município da região seria um dos suspeitos detidos em flagrante, segundo a polícia.
O G1 tentou entrar em contato com o ex-prefeito, mas não obteve êxito. A ação policial deteve também o condutor de um veículo que transportava parte da droga. Ele alegou que receberia R$ 2 mil para levar a maconha até Palmares.
A abordagem do veículo deu início à apreensão de todo o restante da maconha, encontrada em uma chácara na zona rural de Cupira. "Tivemos notícia do tráfico na região, abordamos o carro lotado de maconha e foi encadeada o restante da investigação, com o resto da maconha encontrada na chácara de propriedade de um dos suspeitos. Para se ter uma ideia, no varejo, toda essa droga vale mais de R$ 1,9 milhão", destacou o delegado Sylvio Romero.
Os suspeitos detidos não tinham registro de prisão por algum crime anterior, mas a polícia acredita que se tratava de uma rota do tráfico de drogas já bastante utilizada, segundo o delegado que coordenou a operação. "A investigação continua. Entendemos que era uma operação corriqueira. Já existia um roteiro programado para ir até Palmares, abastecer a zona da Mata e, a partir dali, as praias", disse.
A dupla foi encaminhada para a cadeia pública de Altinho. "O condutor do veículo confessou tudo, mas o proprietário da chácara negou. Embora a droga estivesse na casa dele, disse que não era dele e nem sabia informar como a droga chegou lá", explicou o delegado.
Do G1 Caruaru

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.