Blog Rômulo Lima

Nove crianças entre 4 e 7 anos deram entrada 'com sonolência' em unidade.
Chefia de gabinete da prefeitura informou que abriu inquérito administrativo.
Uma professora é suspeita de dar suco com tranquilizante para alunos da Escola Municipal Nilza Leite Avelino, em Sanharó, no Agreste de Pernambuco, na tarde da terça-feira (6). Nove crianças entre quatro e sete anos deram entrada "com sonolência" na Unidade Mista João XXIII, de acordo com a diretora da unidade, Thayse Monteiro.
O prefeito se reuniu na manhã desta quarta-feira (7) com a secretária municipal de Educação, a diretora e a coordenadora da escola para saber detalhes da situação. "Abrimos um inquérito administrativo e determinei que a professora fosse afastada. O caso já foi passado para a Polícia Civil", explica o prefeito Fernando Edier de Araújo Fernandes.
O delegado José Rivelino infomou que está esperando a divulgação do laudo do hospital para saber qual substância as crianças ingeriram. "Pode ser que a professora tenha colocado alguma substância no suco, mas não posso afirmar com certeza. Ela conversou comigo de forma bem rápida. Pude perceber que ela está muito abalada. Estamos ouvindo alguns funcionários da escola e na sexta-feira [9] conversaremos com a professora", contou ao G1.
O G1 entrou em contato com a chefia de gabinete da prefeitura. O departamento confirmou a função da profissional e disse que a mesma assumiu a responsabilidade do ato. Segundo o prefeito, ainda não se sabe o motivo dela ter dado o tranquilizante. O nome da profissional não foi divulgado.
Ainda segundo a diretora, as crianças foram hidratadas e receberam oxigênio. Sete foram liberadas após aproximadamente 30 minutos na unidade. "Apenas duas continuaram, pois elas evoluíram com vômitos", explica Thayse. O medicamento ingerido pelas crianças ainda não foi identificado.
Do G1 Caruaru

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.