Blog Rômulo Lima

O agricultor Manoel Lenilson, de 26 anos, matou quatro pessoas de família de sua ex-mulher, Teresa, de quem estava separado há um mês no município de Madeiro do Piauí (230 km de Teresina), às 5h de domingo.
Ele está sendo procurado pelas Polícias Militar e Civil do Piauí e do Maranhão.
Segundo a Polícia Militar, na madrugada deste domingo, quatro pessoas foram trucidadas com facão enquanto dormiam em Madeiro no município no povoado Seco, na zona rural, sendo que três delas foram degoladas.
Manoel Lenilson também teria usado um pedaço de madeira para matar as vítimas.
Manoel Lenilson penetrou às escondidas na residência do lavrador José Neguim, e com facão matou sua ex-mulher Teresa, a ex-cunhada Caçula e a ex-sogra, Maria França, além de um homem, não identificado, que estava também na casa, onde eram realizados cultos de umbanda. O homem assassinado era amigo da família e morava no município vizinho, de Esperantina, na região Norte do Piauí.
Manoel Lenilson e sua ex-mulher Teresa participaram de uma seresta na noite de sábado. Segundo o secretário estadual de Segurança Pública, major Fábio Abreu, Manoel Lenilson ficou enciumado porque viu a ex-mulher Teresa com outro homem, e invadiu a casa da ex-sogra, Maria Franca, onde a ex-mulher estava residindo atualmente, e assassinou a todos.
Segundo as primeiras investigações da Polícia Civil, o crime pode ter sido passional já que Manoel Lenilson estava separado de Teresa, não aceitava o rompimento da relação amorosa e ficou revoltado porque perdeu, com a separação, uma motocicleta para a ex-mulher.
O sargento Divino, que hoje comanda a Companhia de Polícia Militar para toda a região na cidade de Luzilândia, disse que os policiais empreenderam diligências à procura o assassino, já que Madeiro do Piauí, fica nas margens do rio Parnaíba, na divisa com o Maranhão.
Fábio Abreu disse que Manoel Lenilson matou a ex-mulher, a ex-cunhada, a ex-sogra e um homem.
"As informações dão conta de que o suspeito encontrou a mulher dançando com outro homem em uma festa. Depois disso, ele foi até o terreiro de umbanda e matou a mulher e mais três pessoas”, afirmou Fábio Abreu.
Segundo relatos de policiais que estiveram no local da chacina, duas das vítimas sofreram golpes de faca na barriga. Três foram degoladas.
Teresa teve os dedos cortados e o pescoço atingido por duas ou três facadas.
"Foi um crime passional. Havia um terreiro de macumba próximo à casa do suspeito e das vítimas. O acusado esperou acabar o culto e adentrou o terreiro matando as quatro pessoas", contou o delegado Maikon Kaestner, responsável pela investigação.
Entre as vítimas, duas estavam devidamente vestidas para a cerimônia religiosa que aconteceu no terreiro. Informações iniciais dão conta que uma criança de 11 anos assistiu a todo o massacre.
"Após o crime, ele fugiu em uma motocicleta. Acreditamos que ele ele tenha fugido para o Maranhão. Por isso, já acionamos a Polícia Civil e a Polícia Militar do Maranhão", disse o delegado da Polícia Civil de Luzilândia, Maikon Kaestner.
Manoel Lenilson vestia uma calça jeans e uma camisa polo cor de rosa, fugiu em uma moto Honda Fan de cor vermelha e é alto e moreno, segundo informou o delegado Maikon Kaestner.
Além de acionar a Polícia Civil do Piauí  e a Polícia Militar das cidades maranhenses de Santa Quitéria, Brejo e São Bernardo, o delegado Maikon Kaestner confirmou que a Delegacia Geral da Polícia Civil já destacou uma equipe para auxiliar na captura de Manoel Lenilson.
 Fonte: Meio Norte

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.