Blog Rômulo Lima

No aniversário de nascimento de Luiz Gonzaga, relembramos canções feitas em homenagem ao principal ícone da música pernambucana.

Luiz Gonzaga (13/12/12-2/08/1989) nunca foi incluído no Guinness book, como queria o fã Nilson Araújo. Gerente de vendas, o pernambucano começou a catalogação de canções nas quais o Rei do Baião, nascido há exatos 103 anos, é tema de tributo ou citação, com o intuito de angariar uma página no Livro dos recordes para o principal nome da música do estado. 
Iniciada em 2011 e interrompida há cerca de quatro anos, a pesquisa revelou mais de 600 composições, dos mais variados gêneros e períodos, antes do boom impulsionado pelo centenário de nascimento dele, em 2011. "A grandiosidade de Luiz Gonzaga é fantástica. De todos os lugares do Brasil, há homenagens a ele. Queria levá-lo ao Livro dos recordes como o cantor mais homenageado do mundo. Não tive apoio, então desisti", conta Nilson, que busca apoio financeiro para retomar o projeto. 

O levantamento consiste na listagem de todas as músicas, compositores, anos e discos nos quais foram lançadas, além de 30 CDs com a compilação de todas as referências ao filho de Januário. O material fonográfico não deve ser lançado comercialmente, por questões de direitos autorais. 

Mais de 200 artistas já regravaram os clássicos do Rei. Alceu Valença, Maria Bethânia, Elba Ramalho, Elis Regina, Hermeto Pascoal, Chitãozinho e Xororó e Caetano Veloso, cuja versão de Asa branca foi elogiada e agradecida por Gonzagão, pinçaram músicas do Rei do Baião. Entre os discípulos, parceiros e amigos, a lista de saudações inclui Waldonys, Targino Gondim, Trio Nordestino e João Silva, autor de Aprendi com o rei, já gravada por Waldonys, Targino Gondim e Gilberto Gil, com participação do Mestre Dominguinhos. 











 Por: Luiza Maia - Diario de Pernambuco

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.