Blog Rômulo Lima

O registro mais recente foi feito no dia 8 de dezembro.
Confira alguns cuidados que é preciso ter para evitar problemas de saúde.
A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) divulgou novos registros de acompanhamento da umidade do ar em cidades do Sertão Pernambucano, onde foi constatada diminuição em, pelo menos, quatro municípios. O registro mais recente foi feito no dia 8 de dezembro.

No documento, Petrolina apresentou umidade em 14%. No monitoramento anterior, o município estava com 18%. A cidade está em Estado de Alerta e a Apac ressalta que é preciso alguns cuidados para evitar problemas de saúde como o uso de soro fisiológico para os olhos e as narinas, evitar aglomerações em locais fechados, suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 16h.

Cabrobó, que estava com 15%, agora apresenta umidade de 10%. Ouricuri que estava com 12% tem umidade de 11%. As duas cidades estão em Estado de Emergência, que é quando a umidade está abaixo dos 12%. Nestes casos, a orientação é que os ambientes sejam mantidos com alguma umidade e que sejam suspensas aglomerações de pessoas em locais fechados.

Além dos municípios citados, também há baixa umidade divulgada pela Apac em Salgueiro, com 10% e Ibimirim, Floresta e Serra Talhada, todas com 11%. A Agência ressalta ainda que o Sertão deverá permanecer com umidade abaixo dos 20% e temperaturas que chegam aos 40ºC.

A baixa umidade do ar pode causar complicações alérgicas e respiratórias devido ao ressecamento de mucosas, sangramento pelo nariz, ressecamento da pele, irritação dos olhos, eletricidade estática nas pessoas e em equipamentos eletrônicos e aumento do potencial de incêndios em pastagens e florestas. Amanda Franco

Do G1 Petrolina

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.