Blog Rômulo Lima

A região do Araripe está enfrentando uma situação complicada em relação ao abastecimento de água, por causa da longa estiagem.

Os maiores açudes, como Lopes, Tamboril e Algodões em Ouricuri, estão em colapso e a Companhia Pernambucana de Saneamento – Compesa, anunciou que esses açudes não suprem mais as necessidades da região, por isso algumas localidades do interior e cidades vizinhas à ouricuri podem ter abastecimento prejudicado.
Segundo João Virgílio, gerente regional da Compesa, o maior açude da região que é o Tamboril (Engenheiro Camacho) já não supre mais as comunidades, agora ele alerta a população porque o açude da região do Lopes caiu o nível de produção, onde está sendo usado somente o volume morto, a situação se agrava progressivamente.
 
Nós estamos com muitos problemas, estamos enfrentando dificuldades com a barragem de Lopes 2 (Bodocó) que já está com baixa produção, estamos usando o volume morto para bombear tanto para Barra do São Pedro como as demais localidades, além da baixa produção temos enfrentado problemas com vandalismo e isso tem diminuído o abastecimento principalmente de Barra do São Pedro” disse o gestor.

 A barragem do Lopes que tinha capacidade de bombear 30 litros por segundo, de acordo com João Virgílio, mas por causa do baixo nível do manancial, essa produção caiu muito. Além disso, ele disse que foi constatado a utilização de carros-pipas sendo abastecidos nessa barragem para vender clandestinamente.

Nós vamos ter que pedir ajuda do estado, estamos tendo muitas dificuldades, os caminhões-pipa são enchidos na parte da noite porque não temos fiscalização, mas vamos ter que agir para que essas coisas não aconteçam mais, a gente vai trabalhar para combater essas ações, por causa disso não temos conseguido suprir as necessidades da região e eu creio isso sendo feito de má-fé, e as ligações clandestinas também tem afetado”, comenta Virgílio.

O gestor conta ainda que a companhia já entrou em contato com a CIOSAC que deve trazer para a região do Araripe é a “Operação Água Legal” para combater principalmente o grande número de ligações clandestinas, que vem impedindo o abastecimento tanto na região de Barra do São pedro como em outras localidades.

Por Cidinha Medrado 
Rádio Grande Rio FM 

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.