Blog Rômulo Lima

Incidente aconteceu no Mar Cáspio com SOCAR, estatal de energia.
60% do petróleo da empresa passa pela plataforma onde fogo começou.
Uma plataforma de petróleo no mar, operada pela estatal de energia do Azerbaijão, SOCAR, pegou fogo no Mar Cáspio, matando 32 trabalhadores, disse o chefe de um comitê independente neste sábado (5). A SOCAR recusou repetidos pedidos por comentários da Reuters. 

"De acordo com nossas informações, 32 trabalhadores morreram, enquanto 42 trabalhadores foram resgatados na noite passada. O incêndio na plataforma foi finalmente extinto", disse Mirvari Gakhramanly, chefe do comitê de proteção dos diretos dos trabalhadores do setor petrolífero do Azerbaijão. A SOCAR informou na sexta-feira (4) que o incêndio em uma plataforma no campo de petróleo Guneshli, do Azerbaijão, tinha começado depois de um gasoduto ser danificado pelo forte vento. 

A empresa informou ainda que as tentativas de resgate estavam sendo dificultadas por uma forte tempestade. Um trabalhador ligou para um correspondente da Reuters ainda da plataforma e disse que havia 84 pessoas presas lá. O trabalhador não quis ser identificado. Não ficou claro se sua declaração agora está desatualizada. A SOCAR informou em sua página no Facebook neste sábado (5) que 26 trabalhadores haviam sido resgatados da plataforma. Não foram dados detalhes sobre se houve mortes ou quantas pessoas estavam inicialmente na plataforma. 

Cerca de 60% da produção de petróleo da SOCAR passa pela plataforma onde o fogo começou, o que significa que a produção da empresa será atingida temporariamente. A maior parte do petróleo do Azerbaijão é produzida em outros lugares, no entanto, incluindo em campos operados pela petrolífera britânica BP. No ano passado, 14 trabalhadores morreram em acidentes em plataformas de petróleo e gás da SOCAR. 

Da Reuters Fonte: G1

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.