Blog Rômulo Lima

Crime aconteceu na casa do suspeito, em Guarujá (SP).
Fernanda Pimenta Cerqueira completaria 37 anos em março.
Ex-marido confessou ter assassinado a estudante (Foto: Bruno Lima / Jornal A Tribuna de Santos)
O ex-marido de Fernanda Pimenta Cerqueira, Sergio de Souza Cerqueira, de 35 anos, confessou, durante depoimento para a polícia, ter assassinado a estudante. O corpo foi encontrado no último sábado (23), nas margens da rodovia Rio-Santos, e a identidade da jovem foi confirmada por uma tatuagem no pé direito, já que o corpo estava em avançado estado de decomposição. 
Fernanda Pimenta Cerqueira foi encontrada
morta (Foto: Arquivo Pessoal)

O crime aconteceu na casa do homem, em Vicente de Carvalho, no distrito de Guarujá, no litoral de São Paulo. De acordo com informações da polícia, o homem descobriu que a esposa mantinha uma relação extraconjugal, enquanto eles eram casados, e resolveu tirar a história a limpo. De acordo com Cerqueira, a vítima confirmou a história e chamou o suspeito de 'corno'. 

Ainda segundo a polícia, o homem se revoltou, derrubou a ex-mulher no chão e a esganou. Em seguida, Cerqueira colocou o corpo da mulher em um carro e jogou o cadáver nas margens da Rodovia Rio-Santos. O suspeito ainda negou ter mutilado as mãos e cortado os cabelos da ex-mulher. A polícia, porém, ainda investiga a história já que o corpo foi encontrado com os cabelos raspados e sem uma mão que tinha uma tatuagem com o nome do suspeito. 

A Polícia Civil marcou uma entrevista coletiva, na tarde desta quarta-feira (27), para falar sobre o caso e apresentar os detalhes de toda a investigação. 

Prisão temporária 
A Justiça decretou, na última segunda-feira (25), a prisão temporária do ex-marido de Fernanda Pimenta Cerqueira. No local onde o corpo foi encontrado, às margens da rodovia Rio-Santos, os policiais encontraram também um brinco que era usado por Fernanda. O celular e outros pertences da estudante que podem ajudar no entendimento do crime ainda não foram achados. 

Fernanda Pimenta Cerqueira completaria 37 anos em março. Ela nasceu em Itapeva, no interior de São Paulo, onde a família continua morando, mas vivia há mais de 10 anos em Guarujá. Segundo familiares, ela havia se separado do marido em novembro do ano passado. O casal tinha uma filha. 
Corpo foi encontrado próximo à rodovia Rio-Santos, no Iriri (Foto: Reprodução)
Corpo passa por exames 
De acordo com o pai de Fernanda, Sebastião Pimenta, ainda não há data para a filha ser enterrada. O corpo foi encaminhado para o IML do Hospital das Clínicas, em São Paulo, já que devido o avançado estado de decomposição não foi possível emitir detalhes sobre o causa da morte. "Deus está me dando força. A mãe dela não quis vir porque não aguenta. Mas eu agredeço a população que correu atrás disso junto conosco. Minha filha era divertida e não tinha defeito. Ela era bonita e trabalhadora. Morreu uma princesa", lamentou o pai. 

Enterro digno 
Um dos irmãos de Fernanda que acompanhou o pai durante a passagem no IML de Santos disse que a família esperava o retorno da estudante de outra maneira. "Só queremos dar um enterro digno para ela", desabafou Aderbal Moraes Pimenta. 

O caso 
A estudante Fernanda Pimenta Cerqueira, de 37 anos, desapareceu no dia 14 de janeiro. Ela morava em Guarujá, no litoral de São Paulo. Amigos e familiares da estudante de Direito mobilizaram as redes sociais para tentar encontrá-la. 

Após as festas de fim de ano, Fernanda, que tinha uma filha de três anos de idade, retornou à Baixada Santista para voltar a trabalhar e continuar estudando, mas, em seguida, desapareceu.

Pouco antes de desaparecer, ela teria entrado em contato com o ex-marido, que levaria um objeto para a casa onde ela se encontrava. No dia do desaparecimento, a filha do casal estava na casa da avó paterna, em outra cidade.
Fernanda tinha uma filha de três anos (Foto: Arquivo Pessoal)
Do G1 Santos

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.