Blog Rômulo Lima

Na atual conjuntura da política nacional, estadual e municipal, o eleitor não pode ficar de fora da verdade nem se deixar envolver em labirintos que distorcem a verdade. 
Bodocó está passando por momentos difíceis graças à má gestão e falta de planejamento e responsabilidade administrativa. Segundo o secretário de obras, na sua página do facebook ele cita diversas obras executadas pelo atual prefeito, mas que na verdade 80% foram deixadas pelo ex-prefeito Brivaldo, inclusive, algumas com dinheiro em caixa para o seu inicio ou finalização da obra. 

OBRAS EXECUTADAS: 
Segundo o secretário, as ações executadas da gestão de Danilo Rodrigues foram: 41 ruas pavimentadas; Construção 01 Creche em Sipaúba; Construção de 01 Unidade Básica de Saúde; Construção de 01 Quadra coberta em Sipaúba; Construção da cobertura da quadra do colégio municipal; Reforma da escola do sítio Olho D’água; Ampliação e reforma de 03 Unidades Básicas de Saúde; Reforma das Unidades Básicas de Saúde de Sipaúba e Cacimba Nova (logo será iniciada a da vila Bom Jardim); Construção de mais de 100 barreiros e limpeza de outras centenas; Perfuração de mais de 200 poços tubulares. 
(Foto portal cidadão)
Em pesquisa nos portais de transparência do governo do Estado e documentos em mãos, este blog contesta e comprova que a maioria das obras foram ações do ex-prefeito Brivaldo Alves. Em alguns casos foi deixado saldo em conta, como é o caso das casas populares e banheiros rurais, o que soma um valor dos dois convênios no total de R$ 1.242.028 (Hum milhão duzentos e quarenta e dois mil e vinte o oito reais). No caso das casas a atual administração perdeu o contrato por não solicitar a prorrogação, e os banheiros até agora ainda não foi finalizado, falta terminar 50 banheiros, mas foi deixado em conta para isso o valor de R$ 254.428,00 (Duzentos e cinquenta e quatro mil, quatrocentos e vinte e oito reais). 

Das 41 ruas que a administração diz ter conquistado mais de 20 ruas foi conquista do ex-prefeito Brivaldo Alves que deixou convênio assinado para que a administração futura desse continuidade, como de fato aconteceu. 

Em relação a Creche de Sipauba citada pelo secretário, o convênio de no 01839/2011 no valor de 1.310.847,30 foi iniciada ainda em 2012 e deixado em conta o valor de R$ R$ 455.029,22 (Quatrocentos e cinquenta e cinco mil, vinte e nove reais e vinte e dois centavos), tendo sido concluída na atual gestão. 

Quanto a construção de 01 Unidade Básica de Saúde que se trata do PSF 8 em Bodocó também foi da gestão do ex-prefeito Brivaldo que deixou 80% da obra concluída, sendo finalizada na atual gestão. 

Dando continuidade à prestação de contas das “obras do prefeito Danilo Rodrigues”, em relação à construção de 01 Quadra coberta em Sipaúba, também é conquista do ex-gestor que iniciou a obra em 2012 e deixou um saldo em conta no valor de 190.661,21 e restos a receber no valor de pouco mais de 190 mil reais. Esta obra foi concluída pela atual gestão. 

O secretário elencou também a construção da cobertura da quadra do colégio municipal; mas esqueceu de dizer que é mérito do Senhor, ex-prefeito, Brivaldo que deixou convênio assinado e saldo em conta no valor de 47.679,90. 

A creche da Vila Feitoria também faz parte da administração de Brivaldo. É uma obra de 2012 que não foi iniciada, mas, portanto, deixado um saldo em conta no valor de R$ R$ 298.234,70 (Duzentos e noventa e oito mil, duzentos e trinta e quatro reais e setenta centavos). Esta obra foi iniciada o ano passado pela atual administração. 

Fica claramente explícito que 80% das obras executadas ou finalizadas faz parte do Curriculum do ex-prefeito Brivaldo. 

Contudo, entretanto, para um melhor entendimento, a população de Bodocó quer saber por que os convênios relacionados a 50 banheiros rurais a que falta terminar, esgotamento da vila Né Camilo e Sítio Lagoa do Salviano, abastecimento d’agua do sítio Camará e Sítios vizinhos, bem como a construção da academia da saúde que estão com parte do dinheiro em conta ainda de 2012, por que não foram sequer reiniciados? 

Quanto a construção do Complexo do Leite de Bodocó o convênio foi assinado pelo ex-prefeito e deixado saldo em conta no valor de R$ 1.101.192,88 ( Hum milhão cento e um mil, cento e noventa e dois reais e oitenta e oito centavos). Foi liberado pelo Ministério da Integração mais uma parcela de R$ 779.727,36 (Setecentos e setenta e nove mil, setecentos e vinte e sete reais e trinta e seis centavos). Segundo dados do portal de transparência do governo federal a obra está aguardando a prestação de conta para receber o restante dos recursos para sua finalização. Valor do convênio é de R$ 2.362.810,18 (Dois milhões trezentos e sessenta e dois mil oitocentos e dez reais e dezoito centavos). 

RECURSOS PRÓPRIOS
Na atual administração, a população ainda não sabe o que é feito com os recursos próprios, ou seja, do tesouro, ou melhor, das verbas relacionadas ao FPM (Fundo de Participação Municipal) que é tão questionado pelos prefeitos. A prestação do ex-prefeito que além de outras ações como fardamento para as creches, mais merenda para as escolas, pagamento em dia do transporte escolar, pagamento em dia do funcionalismo entre outras coisas, o ex-prefeito Brivaldo conseguiu construir também com essa verba as seguintes obras: 

Abastecimento d’agua dos sítios: Lombar, Alto do monte Santo e Altinho, ferreiro, Cupim, São José,Vila Paraíso em Sipauba, Queimadas, Casa Velha, Chapada, Duas Lagoas, Caracuí Passagem, Lagoa Nova e Algodões. – Recuperação de estradas: Sítio saco do Juá, Salviano, Primavera e Queimadas. Recuperação de duas ladeiras: Tucano e Buqueirão. Recuperação de sete salas de aulas em Bodocó, Salviano e Tucano. Reforma e ampliação do matadouro no sítio socorro. Reforma e ampliação do prédio da prefeitura. Reforma e ampliação da secretaria do desenvolvimento social, implantação do gramado do estádio de futebol. As ações desenvolvidas com recursos próprios soma um total de R$ 3.080.536,51 (três milhões e oitenta mil quinhentos e trinta e seis reais e cinquenta e um centavos). 

Não existem convênios federais liberados para Bodocó do ano de 2013 para cá, portanto não existem obras federais em Bodocó nesta gestão. 

Fonte: http://www.portaltransparencia.gov.br/convenios/ConveniosLista.asp?UF=pe&CodMunicipio=2339&CodOrgao=&TipoConsulta=0&Periodo= 

No portal de Transparência do Tribunal de contas também não se encontra obras liberadas nesta gestão. 

Fonte: http://sistemas.tce.pe.gov.br/tomeconta/Obras!principal 

Em pesquisa realizada, apenas obras do FEM (Fundo Estadual Municipal) com o projeto, o prefeito Danilo Rodrigues teve o apoio financeiro de R$ 1.099.018,58 para a construção de pavimentação com paralelepípedos. 

Fonte: Lusimar Lima

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.