Blog Rômulo Lima

Ex-policial militar esperou mulher sair de motel com policial civil. 
Ela saiu de casa dizendo que ia para faculdade e marido resolveu seguir.
Um PM afastado morreu depois de trocar tiros com o amante da sua mulher na porta de um motel, em Irajá, na Zona Norte do Rio, na noite desta terça (12). Jaime Damião Pavel, de 30 anos, flagrou a traição e decidiu confrontar a dupla. 

O amante foi identificado como Leonardo Cabral Aranha de Araújo, de 41 anos, um policial civil da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). Jaime era policial militar, mas estava afastado e trabalhava como taxista. 

Jaime e a mulher estavam casados desde novembro do ano passado. Ela saiu de casa dizendo que ia para a faculdade. Desconfiado, o marido resolveu segui-la e descobriu que a mulher entrou em um motel na esquina da Avenida Monsenhor Félix com a Rua Coronel Franca, em Irajá. Ele esperou a esposa e o rival sairem do motel, por volta das 22h. 

Os dois homens brigaram e trocaram tiros. Os carros que estavam estacionados próximo ao local ficaram com marcas de bala.

Jaime foi atingido três vezes: no ombro, na coxa e na mão. Leonardo foi baleado no quadril. Os dois foram levados para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha. Jaime não resistiu e morreu. Leonardo fez uma cirurgia e está internado. 

A polícia contou que a arma usada por Jaime era do pai dele, um sargento do Exército. A Divisão de Homicídios está investigando o caso e fez a perícia no local.

Do G1 Rio

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.