Blog Rômulo Lima

Decreto presidencial disponibiliza um avião para esse tipo de serviço.
Jovem de 15 anos recebeu o coração de vítima de acidente em Petrolina.
Coração chegou ao Aeroporto dos Guararapes na madrugada desta quarta-feira (22) (Foto: Fernando Augusto/WhatsApp)
Pernambuco teve o primeiro transplante concretizado após decreto presidencial que disponibiliza um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para fazer o transporte de órgãos. A doação de um coração, vindo de Petrolina, no Sertão, foi realizada com sucesso no início da manhã desta quarta-feira (22), no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), no bairro dos Coelhos, área central do Recife.

A primeira operação coordenada pela Aeronáutica depois da assinatura do decreto pelo presidente em exercício, Michel Temer, foi executada no estado, no dia 9 de junho. Um paciente do Real Hospital Português, na Ilha do Leite, área central, ia receber um fígado de Salvador, mas o procedimento não pôde ser feito. Isso porque a equipe médica avaliou que o órgão não estava em condições viáveis para a realização do transplante.

Desta vez, porém, o desfecho foi positivo. A paciente, uma adolescente de 15 anos, sofria de miocardiopatia dilatada, doença que faz o coração inchar e perder a força adequada para bombear o sangue corretamente. “Isso levou a um quadro de insuficiência cardíaca grave, e a menina já não tinha como sair da UTI (Unidade de Terapia Intensiva)”, conta o cirurgião responsável pela intervenção, Fernando Augusto.

O doador, um homem de 28 anos, morreu em um acidente de moto, em Petrolina. Confirmada a morte cerebral, a família autorizou a doação de todos os órgãos que estivessem em boas condições. “O coração, nós trouxemos para o Recife na madrugada de hoje [quarta-feira, 22]. A equipe do Imip foi para Petrolina e voltou com o órgão no avião da FAB. A cirurgia deu certo, e a paciente está se recuperando bem”, diz o médico.

Do G1 PE

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.