Blog Rômulo Lima

O número de mortes no trânsito aumentou no Araripe, as estatísticas não favorecem a região que desde de 2014 lidera o estado em casos de mortes no trânsito, a maioria dos acidentes são com homens entre 18 e 54 anos, considerando sempre a alta velocidade, ingestão de bebidas alcoólicas, avanço contra o sinal e principalmente colisão com veículos. Em Ouricuri, cidade central do Araripe, seguida pela cidade de Araripina, mais populosa são onde acontece maior número de casos.
Em Ouricuri, a principal reivindicação popular é a municipalização do trânsito, o trânsito está desorganizado e dia a dia fica mais complicado para os motoristas e pedestres, os carros chegam a encostar uns nos outros, isso vem gerando muitas discussões, e faz com que aumente o número de acidentes envolvendo motociclistas, ciclistas e pedestres, a falta de municipalização e autoridades do trânsito acaba contribuindo para que as pessoas não tenham medo de andar na irregularidade. Os números crescentes refletem no deslocamento diário de ambulâncias na região e o grande número de pessoas que chegam a todo momento no Hospital Regional Fernando Bezerra com fraturas graves.

O assunto em questão ressurgiu após vários acidentes de trânsito na região, em Ouricuri no último sábado (26), por volta de 14h, o jovem Paulo Vasconcelos morreu na hora ao colidir com um gol ao atravessar o semáforo da Avenida Antônio Pedro da Silva, no centro da cidade. Ele chegou a ser socorrido, mas não a morte foi imediata. Ele pilotava uma moto 600 CC, o motorista do Gol não sofreu lesões.

No domingo, um outro acidente com vítima fatal aconteceu na Via Perimetral na cidade de Araripina, por volta das 6:30h, quando a Patrulha do bairro foi acionada por populares informando o ocorrido, no local, faleceu Juliano José dos Santos que perdeu o controle da moto e se envolveu em uma colisão frontal com uma outra motocicleta com dois jovens que seguiam sentido Alto da Boa Vista. Informações policiais dão conta de que a vítima havia ingerido bebida alcoólica.

Já em santa Cruz da Venerada, na sexta-feira (25), próximo ao Assentamento Maria José de Aquino, zona rural, uma criança de 1 ano de idade foi atropelada pelo agricultor Pedro Paulo Silva de Almeida de 29 anos, segundo o BO 3310/2016. A GT de Santa Cruz tomou conhecimento pelo hospital local, que tinha dado entrada de um corpo de uma criança sem os sinais vitais, vítima de acidente de trânsito. A polícia entrou em contato com a mãe da menina que contou que ao desembarcar de um veículo, conduzido pelo acusado, onde vinha de carona, a criança se deslocou para a frente do veículo, quando houve o atropelamento. O condutor do carro fugiu e não encontrado pelos policiais. 

Diante dos últimos casos registrados houve um silêncio perceptível da população por causa dessas mortes, resta agora acreditar numa melhor organização do trânsito e mais fiscalização na região, esse é um clamor diário no Serão do Araripe.

Fonte: Grande Rio FM

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.