Blog Rômulo Lima

No Sertão de Pernambuco, quase 7.000 benefícios do Bolsa Família foram bloqueados e quase 4.000 foram cancelados em 22 cidades do Estado.
No Sertão pernambucano, quase 7.000 benefícios do Bolsa Família foram bloqueados e quase 4.000 foram cancelados em 22 cidades do Estado. As causas dos cortes, segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, são irregularidades nos pré-requisitos para participação no programa. O benefício foi cancelado para as famílias com renda per capta acima de R$ 400 e bloqueado para aqueles que têm renda entre R$ 170 e R$ 440.

Ao todo, foram 6.754 benefícios bloqueados, enquando outros 3.914 foram cancelados. Petrolina lidera o ranking, com 1.092 cancelamentos e 2.141 bloqueios. Ainda de acordo com o ministério, as irregularidades representam cerca de 7,9% do total de 13,9 milhões de benefícios, em todo o Brasil.

As famílias que tiverem o banefício cortado serão informadas por meio do extrato bancário ou no próprio aplicativo móvel do Bolsa Família. Para contestar o corte e regularizar a situação, o beneficiário deve procurar a secretaria responsável pelo Bolsa Família no município e apresentar o documento oficial com foto, CPF, Carteira de Trabalho, declaração escolar dos filhos, certidão de nascimento dos filhos e comprovante de residência. 

CIDADES 

Confira abaixo a lista de cidades que tiveram cancelamentos ou bloqueios no Bolsa Família: 

» Petrolina 
» Afrânio 
» Araripina 
» Belém do São Francisco 
» Bodocó 
» Cabrobó 
» Cedro 
» Dormentes 
» Exú 
» Granito 
» Ipuni 
» Lagoa Grande 
» Orocó 
» Ouricuri 
» Parnamirim 
» Salgueiro 
» Santa Cruz 
» Santa Filomena 
» Santa Maria da Boa Vista 
» Serrita 
» Terra Nova 
» Trindade

Fonte: Rádio Jornal

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.