Blog Rômulo Lima

Documentário produzido através da oficina DOCUMENTANDO realizada em Bodocó, no sertão de Pernambuco. 
SINOPSE: 
Com encanto e desencanto a vaquejada traz risos e prantos, no vaqueiro e no espectador, ora bicho-animal, ora bicho-homem, que se mesclam entre as faixas marcadas à cal, no segundo em que o vencido é o vencedor e vice-versa. Homem e animal, aqui heróis livres, acolá bobos encurralados. Retratos de um “esporte” onde diversão e perversão parecem andar de mãos dadas para conjurar espetáculos. 

Artigos contraditórios da Constituição federal, decretos e leis põem em xeque a prática das vaquejadas. Afinal, tratam-se de manifestações culturais que devem ser protegidas e incentivadas pelo poder público ou não passam de maus-tratos contra animais, o que as tornam imorais e passíveis de coibição e expurgo pela sociedade civil e aparelhos do Estado? Com base em entrevistas, depoimentos e opiniões de especialistas, os diretores traçam um paralelo entre essas duas vertentes e mostram as reações de vaqueiros profissionais contra e a favor das vaquejadas, bem como a opinião de populares sobre o tema. Uma contribuição às discussões que já tomam o país inteiro acerca da legalidade e/ou legitimidade da mais controversa “modalidade esportiva” brasileira.

ABORDAGEM: 
Utilizamos entrevistas e depoimentos de vaqueiros profissionais (vamos até eles) contra e a favor da prática das vaquejadas. A intenção aqui, bem como em todo o filme, é mostrar os dois lados dessa moeda. Referências à cultura vaqueira serão feitas, a partir da inserção de poesias e aboios (imagem e som). Fomos às ruas colher opiniões de populares favoráveis e desfavoráveis sobre o assunto. Abordamos especialistas em medicina veterinária e advocacia em busca de aspectos técnicos até então ignorados, como tratamento dos animais e legalidade da prática. Por fim, fomos até um parque de vaquejada que segue as normas de segurança e tratamento da Associação Brasileira de Vaquejada (ABVAQ) para documentar o “jeito certo” de realizar uma competição e conversar com o julgador e o proprietário do parque para entender as regras e as questões trabalhistas envolvidas, respectivamente. 

SOBRE O PROJETO: 
A oficina introduz os participantes no universo da realização documental em vídeo, proporcionando o início da construção de um repertório teórico/prático a cada estudante. São abordadas questões técnicas e estruturais que compõem a narrativa documental, visando a percepção de algumas das inúmeras possibilidades para o desenvolvimento de um projeto. Ao final de cada oficina é produzido um documentário e as aulas são ministradas pelo cineasta e educador Marlom Meirelles. Assista:

Esta ação é desenvolvida pela Eixo Audiovisual em parceria com o Sesc Ler de Bodocó. 

http://www.facebook.com/documentando 
http://www.facebook.com/eixoaudiovisual

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.