Blog Rômulo Lima

As viúvas do poder estão de luto? Pudera, são viúvas. Mas façamos um exercício de adivinhação. Talvez seja pelos 12% que o ex-gestor não pagou aos professores, referentes à progressão 2013 e 2016. Não é?

Ah, então é em solidariedade com alguns colegas contratados na gestão passada, cujos salários eram divididos para dois, inclusive algumas chorosas viúvas de agora emprestavam a conta para essa ignomínia. Também não é?

Então deve ser pelo desrespeito para com a categoria que viu gente não habilitada exercer o magistério num flagrante afronta à lei. A lei...!? Mas o que a lei diante de mestres tão politizados, tão cientes de seus deveres cívicos?

Ainda não? Finalmente, do que se trata o luto?
Luto: sentimento profundo pela morte de alguém querido, ou por outra questão relevante para a comunidade. Se nenhuma questão acima foi motivo de luto, de pesar, só me resta uma conclusão - é o exercício da politicalha, que vocês sabem muito bem com o que rima. Ah, acabou de me chegar a informação de que o luto é por conta do documento que no mês de dezembro, dia 06, o ex- gestor “mexeu” no Estatuto do Servidor e no dia 30 do mesmo mês, no PCC. Mas foi no período eleitoral. E se, não me engano, fere a lei eleitoral a LRF. Lei!? O que é lei!?

O que significou o silêncio diante de todas as irregularidades aludidas acima? Os politizados mestres se perguntam as razões do ilustríssimo ex-gestor só ter pensado neles no apagar das luzes? Não pensaram? Mas são tão politizados, colocam luto por um ato absolutamente ilegal... Tá bom. 

Tadeu Gomes, professor da rede municipal de ensino de Bodocó

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.