Blog Rômulo Lima

O município de Bodocó perdeu o Programa Novo Mais Educação para o ano de 2017 devido à ex-gestão não ter feito adesão ao programa. Criado pelo Ministério da Educação (MEC), o Mais Educação tem como objetivo melhorar a aprendizagem em língua portuguesa e matemática no Ensino Fundamental, por meio da ampliação da jornada escolar de crianças e adolescentes.

O programa seria implementado por meio da realização de acompanhamento pedagógico em Língua Portuguesa e Matemática e do desenvolvimento de atividades nos campos de artes, cultura, esporte e lazer, impulsionando a melhoria do desempenho educacional mediante a complementação da carga horária em cinco ou quinze horas semanais no turno e contra turno escolar.
Adesão ao programa - A Secretaria Municipal de Educação da gestão anterior precisaria ter realizado a adesão ao programa por meio do módulo PAR do Sistema Integrado de Monitoramento Execução e Controle (SIMEC), com a indicação das escolas vinculadas habilitadas a aderir ao Programa. O prazo de adesão iniciou em 19/10/2016 e se encerrou em 04/11/2016.

Esse procedimento de adesão era a condição necessária para que as escolas pudessem ser contempladas com recursos financeiros, mas a gestão passada não fez a adesão e por isso, o município perdeu a verba anual de R$ 807.511,40 (Oitocentos e sete mil, quinhentos e onze reais e quarenta centavos), destinada ao programa.

O prefeito Túlio Alves tentou recorrer, mas devido ao não cumprimento de prazos estabelecidos pelo MEC, pela gestão anterior, ficou impossibilitado de reverter a situação: “Tentamos reverter a situação para que Bodocó não fosse prejudicado, mas tudo ocorreu conforme prazos estabelecidos. É lamentável perder um programa tão importante para a Educação do nosso município devido ao consenso político-partidário da ex-gestão. Os estudantes são os mais prejudicados,” afirmou o gestor.

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.