Blog Rômulo Lima

Os manifestantes reclamam dos descontos nos pagamentos feitos pelo exército.
Os manifestantes protestaram na manhã desta quarta-feira (18) (Foto: Gil Nóbrega / Arquivo pessoal)
Pipeiros que prestam servidores ao Exército, na “Operação Pipa” , fizeram um protesto na manhã desta quarta-feira (18) no município de Exu, no Sertão de Pernambuco. O grupo interditou um trecho da PE 222, que dá acesso à cidade. Eles atearam fogo em pneus e impediram a passagem de outros veículos.

O protesto, de acordo com os manifestantes, é por conta dos descontos no pagamento feito pelo exército. O desconto veio maior do que o de costume. “Amanhã, se não tiver resposta, vamos voltar e ficar por tempo indeterminado”, afirma Edílson Amorim.

Por telefone, o comando do 72 BI, em Petrolina, informou que “o pagamento dos pipeiros é feito com base em um monitoramento via GPS, instalado em cada caminhão-pipa. Com esse sistema, é possível confirmar a quantidade de entregas de água pelos prestadores de serviço. O que pode resultar em descontos é a não confirmação dessas entregas. Caso algum pipeiro constate problemas relacionados a essa questão, deve procurar a gerência da operação carro-pipa no batalhão do exército em Petrolina, para verificar os descontos”.

Por G1 Petrolina, Exu
Next
This is the most recent post.
Previous
Postagem mais antiga

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.