Blog Rômulo Lima

O prefeito de Ouricuri, no Sertão do Araripe pernambucano, Ricardo Ramos (PSDB), foi recepcionado pela multidão que aguardava o show de Xand Avião na primeira noite da tradicional festa do município, (24 de janeiro) com muitas vaias.

A gestão vem sendo alvo de inúmeras críticas, especialmente por não pagar aos contratados da prefeitura, existe reclamações que o prefeito deve três, quatro e até cinco meses a alguns servidores. Outra insatisfação dos ouricurienses também é a proibição da entrada com cooler no evento, proibição que se deu apenas para o povão.
Existe várias reclamações por parte de frequentadores do evento, que a regra foi apenas para o povão, pois as pessoas que compraram espaço, área vip, entraram com o cooler sem nenhuma fiscalização. 

Também existe comentários que o prefeito vendeu a festa para um comerciante do Ceará, e que o preço de bebidas no evento foi abusivo, sem falar que estavam cobrando R$: 70,00 (setenta reais) por uma mesa, há quem diga também que um litro de Ypioca que custa 12 reais nos supermercados da cidade, no pátio de eventos estavam comercializando por R$: 40, 00 (quarenta reais).

A festa que antes era pública, na atualidade está sendo considerada como um evento privado. Além do prefeito Ricardo Ramos, o deputado federal Tadeu Alencar (PSB) também foi vaiado pela população.

Uma gestão que tem como slogan “Trabalho e Amor”, vem tratando os servidores (contratados) com total desrespeito. Enquanto os servidores não tiveram uma ceia de natal nem uma confraternização em família, devido o prefeito não honrar com seu dever, muito dinheiro público foi investido na Festa de Janeiro 2018, evento tido pra maioria dos ouricurienses com uma festa privada.

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.