Blog Rômulo Lima

Mais que um elemento que compõe a Festa de Março, símbolo de regionalização cultural, e espaço reservado ao autêntico forró pé de serra, a Bodega do Forró ganhou nesta edição do evento uma cenografia especial que remete à emoção de grandes recordações que ficaram na memória dos bodocoenses.

Local de felizes histórias e lembranças, o S.U.B - Sociedade União Bodocoense - nos anos 40, inspirou as vívidas características da Bodega, a exemplo do contraste no piso bordô com traços geométricos em branco.
Logo na entrada da Bodega, as iniciais S.U.B anunciam a emoção que está por vir. O contato visual com a sigla que, embora pequena, traz grandes lembranças dos bailes e tertúlias que animavam as noites bodocoenses, que frutificaram amizades, paqueras e até mesmo casamentos, histórias que nem mesmo o tempo conseguiu apagar.

Sob a influência dos traços do antigo “Bar de João Pedroza”, principal ponto de encontro daquela época, hoje “Bar de Geraldo”, deu ambientação à Cachaçaria da Bodega, que exala cheiros e impressiona pelos exóticos sabores que vão de carambola à erva-doce.
Há quem diga: “recordar é viver”, como relata a técnica em agropecuária, Celândia de Oliveira, que apesar de não poder estar presente no evento, se emocionou através das imagens do ambiente, que viu através das redes sociais: “nada como o passado para nos trazer uma lembrança feliz. Passou um filme na minha cabeça ao ver aquela sigla, aquele piso, e acredito que muitos bodocoenses tiveram a mesma sensação. As festas eram maravilhosas, me veio a lembrança dos sábados em que as moças de bobes e lenços se preparavam durante horas para frequentar o S.U.B., local de famílias, de paqueras, de amizades, tudo com muito respeito. São recordações de uma vivência muito saudável, de um tempo muito bom.”, conta a bodocoense que saiu da cidade há 30 anos e que reside em Curitiba-Paraná.

Assessoria de Comunicação | Prefeitura de Bodocó

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.