Blog Rômulo Lima

Na manhã dessa quarta-feira (11), Max Davi Moura Rodrigues, ex-vocalista da banda Magníficos, foi preso preventivamente em uma operação que visava o ex-prefeito de Mata Grande, José Jacob Gomes Brandão e mais dez pessoas, pelo desvio de R$ 12 milhões de através de empresas fantasma.

A ação foi coordenada pelo Grupo de Ação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e pelo Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL). O vocalista entrou na banda Magníficos em 2006, participou da gravação dos CDs A Paixão Virou Chiclete e Telefone Fora de Área, e logo depois abandonou o grupo repentinamente.
FOTO: HELIANA GONÇALVES/TV GAZETA
O esquema montado pelos criminosos consistia na celebração de contratos de prestação de serviço fictícios entre a Prefeitura de Mata Grande e supostas empresas de transporte e locação de veículos.

As empresas que faziam parte do esquema são EP Transportes, Genilda Gomes Lima- ME (Ômega Locações), Marcelo Calado dos Santos- EPP (Albatroz) e Transloc Locação e Serviços. De acordo com informações do Portal T5, a frota era sublocada para pessoas físicas, que seriam correligionários e parentes do prefeito. Além disso, o portal aponta que 40% do valor do contrato era destinado ao pagamento dos sublocadores e 60% era destinado ao prefeito, o dono da empresa e atravessadores.

Fonte: blogs.ne10

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.