Blog Rômulo Lima

A família do paciente Aurélio Ribeiro que está internado em sala vermelha no Hospital Regional Fernando Bezerra de Ouricuri, com problemas cardíacos está aos prantos e se desespera ao saber que não pode entrar para ver ou acompanhar o paciente em nenhum momento. Segundo a irmã de Aurélio, Josefa Ribeiro (popular mima), os filhos que vieram de São Paulo na esperança de ver o pai e saber suas condições de saúde foram impedidos de ver o paciente e não tem tido informações sobre o estado de saúde do homem, e isso só agrava o quadro emocional da família.

“E os filhos, três, vieram de São Paulo, deixaram emprego e gastaram com viagem de avião e nenhum doutor deixa esses meninos verem, a menina tava no portão desesperada para ver o pai e eles não deixam, eu, pelo menos, vi ele em casa no sábado e eles? E ela estava desesperada para os irmão chegar e quando chegar vão ver o quê? Eu me conformo, porque já vi ele, mas os filhos não, eu não me conformo é com isso”, disse a irmã do paciente Josefa.
Ela conta ainda que Aurélio necessita de exames que serão feitos em uma clínica particular, que a intenção dos filhos é saber o que podem fazer pelo pai, se podem transferir para outro lugar mas não são informados pelo Hospital sobre a saúde do pai.

“Eles querem tirar de lá pra outro lugar, na situação que ele tá, ninguém sabe se ele vai ter vida, o doutor quem vai dizer, mas nem com o doutor ela pode falar que eles não deixam ela entrar. Os filhos não podem se confortar, porque não ver o pai, ele passou a noite e o dia cá do lado de fora, na recepção, ela quer pelo menos dois minutos, porque ai vão ver a situação”, lamenta Josefa. 

A família ainda espera que o hospital dê uma satisfação, pois já procurou a Assistência Social que não permitiu nenhum contato. 

Por Cidinha Medrado

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.