Blog Rômulo Lima

As eleições para 2019/2020 da câmara de vereadores de Ouricuri foi antecipada para a manhã desta sexta (18). A atual presidente Adelúcia foi reeleita com 8 votos. O pleito foi antecipado por que é assim que a lei orgânica deixa brecha para a reeleição. Dos 15 vereadores da Casa, 13 pertenciam ao grupo de situação. Alguns vereadores alegam que a decisão de fazer a eleição antes do prazo normal teria sido uma jogada da vereadora para se reeleger. O vereador Carlos Nunes, líder do governo na Câmara disse que ficou sabendo ela teria comunicado ao prefeito Ricardo Ramos que já tinha 8 votos e isso surpreendeu a todos, que por não concordar com a atitude decidiram enfrentá-la em uma outra chapa.

Durante a eleição, os membros da chapa 02 questionaram o voto do vereador Nanias de Santa Rita, sugerindo que era um voto irregular já que o vereador Gildejânio não pôde comparecer às sessões por motivo de força maior (preso desde setembro de 2017). No entanto Nanias, foi reempossado na noite de terça-feira (15), para Adelúcia a votação foi legal.

“A todo momento o meu opositor estava questionando quanto a legalidade da posse do vereador Nanias, mas no artigo 17 da Lei Orgânica diz quando o vereador pode licenciar, e acabou as licenças de Gildejânio, então ele enviou um documento dizendo que estava impedido de vir por motivo de força maior, isso quando não está no querer dele, coisa que ele não pode fazer. E no artigo 17, a LO diz no inciso III que o suplente será convocado no caso dessa licença demorar mais de 30 dias e ele só foi convocado depois dos 30 dias e também diz que em caso de vaga, a vaga estava em aberto”, explicou Adelúcia.
Os vereadores reclamaram também que não tinham sido avisados dessa eleição e nem da posse de Nanias, quanto a isso, a vereadora disse que o edital de convocação foi publicado e que não caracteriza como surpresa. O voto de Nania de Santa Rita foi bastante questionado, a chapa 2 disse através de Iran Severo, candidato a presidente, que empossar Nanias foi um artifício da chapa 01 para ganhar a eleição.

 “A gente tem consciência que Gildejânio tá preso, estamos tranquilo, jogamos limpo, não precisamo usar de artifício de atropelar a Lei Orgânica, ele pediu um requerimento que não era mais de direito e empossou Nanias imediatamente e não colocou para apreciação dos vereadores, mas isso era para ser logo após o resultado do vereador Gildejânio, o processo está em tramitação, não foi julgado e nem condenado, ele poderia assumir após a conclusão das faltas ou do processo, e tão logo saia o parecer jurídico a gente entra na justiça para que seja anulado o voto de Nanias”, disse Iran Severo Foi uma reunião de acusações, farpas, críticas e quebra de alianças.

A vereadora Delvânia Sobral, 1a vice-presidente, pediu na hora exoneração do cargo na mesa diretora, mesmo após as explicações da Secretária sobre o assunto, orientando que só poderiam discutir assuntos relacionados a pauta do dia, os vereadores não esconderam a insatisfação e fizeram várias críticas à presidência.

O vereador Daniel, 1o Secretário, também pediu para sair do cargo e deixou claro que está deixando o grupo da situação, já Carlos Nunes segurou sua decisão, pediu que o tirassem da liderança do governo na casa, que não faria mais parte do grupo de situação, não era mais da base aliada ao prefeito Ricardo Ramos.

“Foi formada uma chapa com adversário líder de oposição na câmara, isso é inadmissível, é uma questão de desmoralização e a partir de agora não faço mais parte da bancada de situação. Apos essa eleição teria necessidade dessa decisão, pelo fato de que não houve respeito quanto a gente, nós da base 45 do PSDB. Renuncio a liderança do governo na câmara e aviso ao publico ouricuriense”, disse Carlos Nunes.

O vereador Everaldo Valério que lidera a oposição na Casa disse que novos oposicionistas serão bem-vindos, disse que não mudou de partido ou grupo porque fará parte da mesa diretora, que a eleição da mesa é independente, que pretende sim andar em consenso com a oposição.

“A questão é que a eleição da mesa diretora é independente, meu partido PT é membro da mesa diretora no Congresso nacional, e eu coloquei como condição de independência não incomode a chapa, a chapa colocou que eu posso continuar com minha independência”, disse Everaldo.

CHAPA 01 
ADELUCIA - PRESIDENTE
GIBA - VICE -PRESIDENTE
ALEX - 2° VICE-PRESIDENTE
EVERALDO VALÉRIO - 1° SECRETÁRIO
ANANIAS DE STA RITA - 2° SECRETÁRIO

CHAPA 02
IRAN SEVERO - PRESIDENTE
CARLOS NUNES - VICE-PRESIDENTE
DELVANIA - 2° VICE PRESIDENTE
DANIEL - 1° SECRETARIO
CICERO - 2° SECRETARIO

Por Cidinha Medrado

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.