Blog Rômulo Lima

Governador informou que assinou um decreto de emergência a fim de normalizar a situação do estado e dos municípios.
Foto: Ennio Benning/Sei
O governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB) se posicionou na tarde desta sexta-feira (25) sobre o quinto dia da paralisação nacional dos caminhoneiros. Durante a coletiva realizada no Centro Integrado de Comando e Controle regional de Pernambuco, o governador informou que assinou um decreto de emergência a fim de normalizar a situação do estado e dos municípios. 

Segundo o governador, o decreto vai garantir ao estado o direito de ir e vir das mercadorias dos combustíveis. "A ordem é uma simplificação de procedimento que permite agilidade no transporte e na venda de combustível", explica o procurador do estado César Caúla.

O documento será válido enquanto durar a situação de emergência. A partir deste sábado (26), será publica no Diario Oficial.

Na questão das Forças Armadas, Paulo explica que o governo não esperará a atuação do exército e promete intensificar o trabalho nos próximos dias até obter a devida normalização dos serviços.

Acordo do governo 

O presidente Michel Temer assinou, na quinta-feira (24), uma trégua de 15 dias com os caminhoneiros, mas não foi aderida por todos do movimento. Diante da proporção, o governo autorizou o uso das Forças Armadas para a desobstrução das estradas. "Temer conclamou os estados para colocar a polícia para fazer a desobstrução das vias. O direito de ir e vir já está garantido", afirma Paulo. O governador ainda ressalta que a polícia está dando todo o apoio e vai intensificar essas ações. "Não vamos permitir que haja algum tipo de bloqueio para o abastecimento da cidade", garante. 

Transporte público 

A frota de ônibus do Grande Recife sofreu redução de 50% nesta sexta-feira (25) e ainda não se sabe como será a situação dos dias seguintes. Paulo assegura resolver o problema até o domingo (25) para começar a próxima semana com 100% da frota de ônibus circulando na Região Metropolitana do Recife. “Vai ser garantida a saída dos caminhões dos pontos onde está havendo o bloqueio”.

Segurança e Saúde 
De acordo com o governador, todas as viaturas e o efetivo da polícia estão nas ruas. "Não há nenhum tipo de prejuízo à segurança do estado de Pernambuco. Paulo ainda garante que todos os hospitais estão abastecidos. "Evidentemente, temos que nos preocupar para não ter nenhum foco de desabastecimento. Hoje, o presidente da Amupe participou das reuniões e nos informará as necessidades para que os municípios já possam contar com o recurso do decreto de emergência". 

Garantia 
Nas redes sociais, o governador assegurou que vai fazer o que for possível para manter a ordem pública e os serviços essenciais de Saúde, Segurança e Transporte Público.
Voltei a comandar reunião com a nossa equipe para avaliar o impacto do quinto dia da paralisação nacional dos caminhoneiros. Reafirmo o meu compromisso em fazer o que for possível para manter a ordem pública e os serviços essenciais de Saúde, Segurança e Transporte Público. Durante o dia de hoje, anunciaremos novas medidas para o enfrentamento dessa situação emergencial. Continuo acreditando que as partes envolvidas vão encontrar uma solução para esse impasse, e que a rotina do povo brasileiro voltará à sua normalidade.
Foto: Ennio Benning/Sei
Por: Diario de Pernambuco

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.