Blog Rômulo Lima

Festival vai até esta sexta-feira (13) e celebra o aniversário do Rei do Baião.
O cantor e compositor Waldonys realizou um salto de paraquedas de um helicóptero, pousando no campo da Vila Olímpica da cidade
No segundo dia do Festival Viva Gonzagão, promovido pela Secult-PE/Fundarpe em parceira com a Prefeitura de Exu, o forró tomou conta da cidade com programação artística em dois pólos (Danado de Bom e Gonzagão do Povo). O festival vai até esta sexta-feira (13) e celebra o aniversário do Rei do Baião, nascido em 13 de dezembro de 1912.
O local mobilizou gente não só da região mas turistas de todo Nordeste
Além das apresentações dos artistas em cima do palco, Exu também foi surpreendida com uma apresentação vinda do céu. O cantor e compositor Waldonys realizou um salto de paraquedas de um helicóptero, pousando no campo da Vila Olímpica da cidade. O local mobilizou gente não só da região mas turistas de todo Nordeste que vibraram quando o sanfoneiro tocou o chão com total controle. Waldonys é piloto de avião e é considerado um às em manobras aéreas.
O público vibrou quando Waldonys, especialista em manobras aéreas, tocou o chão com total controle
A programação desta quinta-feira (12), véspera do aniversário de Luiz Gonzaga, reservava para os moradores de Exu e dezenas de turistas que já circulavam pela cidade a apresentação do Projeto Asa Branca, com jovens músicos formados na região. Também subiram.ao palco os músicos Carlos Araújo, Zezinho de Exu, Ivonete Ferreira, além do Quarteto Xoteado.
Público chegou em peso para conferir os shows do 17º Festival VIva Gonzagão
À noite, teve início o Pólo Gonzagão do Povo, na Praça de Eventos da cidade. O espaço começou a receber seu público desde às 20h com o show do forrozeiro Diego Alencar, seguido do cantor e compositor Rafael Moura. Durante esta apresentação, Rafael Moura e Chambinho do Acordeon protagonizaram um momento especial cantando juntos “A Morte do Vaqueiro”. Por volta das 22h30, com a Praça de Eventos ficando cheia, veio Serginho Gomes, jovem sanfoneiro local que tem chamado a atenção dos amantes do forró tradicional.
Rafael Moura e Chambinho do Acordeon protagonizaram um momento especial cantando juntos “A Morte do Vaqueiro”
A principal atração da noite no Polo Gonzagão do Povo surgiu por volta das 23h30. E Waldonys não frustou o público que já lotava a Praça de Eventos: inúmeros sucessos, referências ao Rei do Baião, além de lembrar parcerias com Dominguinhos e Nando Cordel. A última atração da segunda noite do Festival Viva Gonzagão foi o forrozeiro Joãozinho do Exu.
Durante seu show Waldonys lembrou das parcerias que fez com Dominguinhos e Nando Cordel
O secretário de Cultura do Estado, Gilberto Freyre Neto, acompanhou a programação do Pólo Gonzagão do Povo e ressaltou a importância do investimento no evento. “Gonzaga é um ícone pernambucano que levou o nome do Estado para todo o mundo. Precisamos valorizar ainda mais a sua história e seu legado”, comentou ele.

Já o presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto, que também está em Exu prestigiando o festival, destacou que qualquer iniciativa que reúna artistas para celebrar a obra e a figura de Luiz Gonzaga deve ser apoiada. “Sabemos que onde há uma sanfona tocando, tem alguém ali que conhece uma ou mais canções do Rei do Baião. E quanto mais sanfoneiros reunirmos, mais estaremos cultuando a memória de Gonzaga”, declarou. 

A festa - O Festival Viva Gonzagão, em Exu, é uma vitrine para os artistas da região. Passarão por lá nomes locais como Joãozinho do Exu Serginho Gomes, Cosmo Sanfoneiro, o projeto Aza Branca, grupo de forró que tem uma escola de sanfona em Exu. Além desses, atrações de maior repercussão como Targino Gondim, Fulô de Mandacaru, Waldonys e Daniel Gonzaga (filho de Gonzaguinha e neto de Gonzagão).

Portal Cultura PE

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.