Blog Rômulo Lima

O governo de Pernambuco anunciou, na noite dessa segunda-feira (16), que estendeu para todo o estado a medida de suspensão de aulas para previnir a disseminação do novo coronavírus . A rede estadual de ensino, que tem 1.060 escolas e 580 mil estudantes, terá todas as atividades suspensas a partir desta quarta-feira (18).

Um novo decreto estadual trará medidas preventivas em diversos setores para evitar a propagação do Covid-19 no estado. Entre as ações, está a suspensão das aulas em toda a rede de ensino pública e privada pernambucana (escolas, escolas técnicas e universidades). As atividades do Complexo Santos Dumont, em Boa Viagem, e do Conservatório Pernambucano de Música, na área central do Recife, ambos ligados à Secretaria Estadual de Educação, também serão suspensas por tempo indeterminado.

“Iríamos fazer a suspensão das aulas na rede pública estadual por etapas, observando a ocorrência de casos no estado. Porém, uma sequência de aparecimento de casos suspeitos no interior no estado e o caso confirmado em Belo Jardim, entendemos como prudente suspender as aulas a partir de quarta-feira em todas as escolas do estado. Sabemos que tem um impacto social porque esses jovens ficarão em casa. É uma medida que vai atingir as famílias, mas entendemos que essa é uma decisão importante a ser tomada", disse o secretário estadual de Educação, Fred Amancio.
A medida também atinge as escolas privadas do estado. De acordo com o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de Pernambuco (Sinepe-PE), José Ricardo Diniz, explicou que a rede particular de ensino havia decidido que onde houvesse determinação de suspensão de aulas pelas gestões públicas, as escolas privadas iriam seguir as decisões. "Acompanharemos a situação diariamente e temos uma nova reunião de monitoramento nesta sexta-feira (20). Também estamos em conversa com os sindicatos laborais e precisamos conversar com as categorias, pois nos preocupamos também com os professores e funcionários", afirmou. Pernambuco tem 2,4 mil escolas particulares que atendem cerca de 400 mil alunos.

Nesta segunda-feira, antes da decisão do governo do estado ser anunciada, vários municípios haviam divulgado a suspensão das atividades. A primeira rede a anunciar a suspensão das aulas foi o Recife, no domingo (15). Nesta segunda, Olinda, Paulista, Jaboatão dos Guararapes, Goiana, Igarassu, Camaragibe, Caruaru, Garanhuns, Petrolina e Ipojuca foram alguns dos municípios que também anunciaram suspensão das aulas a partir desta quarta-feira.

No Recife, a merenda escolar dos alunos será garantida através de kits de alimentação que os pais poderão apanhar na escola uma vez por semana. O primeiro kit será entregue já esta quarta. Depois, as entregas serão feitas sempre nas terças-feiras. Para os estudantes da rede estadual, ainda não foi definido um esquema de entrega de merendas. "A logística (de merenda) da nossa rede é bastante complexa. Não é só uma questão de fornecer um lanche. Os alimentos são preparados nas cozinhas. Estamos pensando em como minimizar esse impacto e devemos divulgar algo em breve", explicou o secretário de Educação.

Também não está fechada ainda a forma de reposição das aulas na rede estadual. "Não está decidido se será antecipação de férias ou se será por reposição. Isso vai depender do tempo dessa suspensão. Como não conseguimos hoje precisar quanto tempo as aulas vão estar suspensas, teremos que aguardar isso. O trabalho será feito de maneira que não haja prejuízo ao calendário escolar", disse Fred Amancio.

Para quem vai fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), as escolas da rede estadual ainda não têm um esquema específico preparado. Algumas escolas da rede privada contam com sistemas online para preparação para exames. O uso dessas plataformas deve ser intensificado nesse período. "Não adianta pensarmos especificamente no Enem ou SSA (Sistema Seriado de Avaliação da Universidade de Pernambuco) sem pensar em como vai ficar o calendário todo. Estamos estudando algumas alternativa caso esse período se prolongue. Temos discussões sobre isso, mas vai depender muito do tempo", afirmou Fred Amancio.

O calendário do Programa Ganhe o Mundo (PGM) também será alterado em 2020. "Já encerramos a edição 2019, com os embarques realizados. Estamos, agora, pensando no calendário 2020. Ele será completamente alterado porque o Ganhe o Mundo (intercâmbio) é articulado com o nosso programa de segunda língua. Uma coisa são 15 dias de suspensão, outra coisa são 30 dias, três meses. Tudo vai depender de quanto tempo as escolas vão ficar com as atividades suspensas. Estamos trabalhando nos bastidores para que tudo corra, como licitação, escolha das agências para a edição 2020", explicou Amancio.

Tecnologia


O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio do Laboratório de Inovação (MPLabs), ofereceu apoio à Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) para realizar um ciclo de inovação aberta, conectando o ecossistema de inovação no Brasil para o desenvolvimento de tecnologias que possam contribuir para o controle do Covid-19. Com aporte inicial de R$ 500 mil providos pelo MPPE, a iniciativa coordenada pelo MPLabs lançará desafios em áreas estratégicas no controle do novo coronavírus para que empresas e startups de tecnologia apresentem soluções tecnológicas que respondam aos desafios propostos pela SES-PE.


"Nosso principal objetivo é encontrar maneiras para usar a tecnologia intensiva em prol da saúde. Em projetos como este, de inovação aberta, a sociedade é protagonista no processo, propondo ideias de medidas de controle que diminuam a velocidade de contágio da população pelo novo coronavírus. Essas ferramentas serão nossas aliadas no combate à doença, possibilitando que o número de infectados graves com necessidade de internação esteja dentro da capacidade operacional do sistema de saúde”, pontua a secretária executiva de Vigilância em Saúde da SES-PE, Luciana Albuquerque.

Até o fim de março, os interessados poderão propor seus projetos aos desafios apresentados pela Secretaria Estadual de Saúde em plataforma totalmente on-line. Os modelos enviados serão analisados por especialistas das áreas técnicas da SES-PE, que escolherão as soluções mais inovadoras. 


Prevenção
A Secretaria Estadual de Saúde ainda reforça a necessidade da população manter as medidas de higiene (como lavar as mãos diversas vezes ao dia; higienizar celulares e outros equipamentos de uso pessoal; evitar colocar as mãos nos olhos e boca; cobrir a mão e rosto quando tossir e espirrar; não compartilhar equipamentos de uso pessoal; e usar o braço ou os ombros para cobrir a tosse e o espirro) que protegem não só para o Covid-19, mas para diversos vírus de transmissão respiratória que circulam em nosso território, como o sarampo e a influenza.

A SES-PE ainda recomenda que idosos e pacientes com doenças crônicas tomem maiores cuidados e ações de restrição nos contatos sociais, evitando viagens e locais com aglomeração de pessoas.

[ Saiba mais:
1.060 escolas na rede estual
580 mil estudantes na rede estadual

2,4 mil escolas particulares
400 mil alunos nas escolas privadas

312 escolas na rede municipal do Recife
90 mil alunos na rede municipal do Recife

143 escolas na rede municipal de Jaboatão
62.745 estudantes na rede municipal de Jaboatão

65 escolas na rede municipal de Olinda
24.610 estudantes na rede municipal de Olinda

46 escolas na rede municipal de Paulista
18.785 alunos na rede municipal de Paulista

Fonte: Censo 2018/Inep

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.