Blog Rômulo Lima

A vítima de Covid-19 que morreu em Juazeiro na última segunda (04), foi enterrada do lado de fora do cemitério local de Santa Maria da Boa Vista. A família já tinha reclamado por não poder enterrar o familiar no Projeto Fulgêncio, onde residem alguns familiares, mas quando ficaram sabendo onde o corpo do jovem de 27 anos foi enterrado, em uma cova aberta ao lado do cemitério sem nenhuma proteção, ficaram revoltados cobrando explicação do secretário responsável.

“Já não basta termos que passar por um momento tão difícil, ainda temos que suportar esse tipo de atitude. Ele não deixou de ser gente, não pudemos realizar velório, abraçar os familiares, mas saber que ele foi enterrado de qualquer forma nos revolta, queremos que as providências sejam tomas urgentemente”, reclamou uma prima da vítima, Janeide Nascimento, cobrando um posição do governo municipal.
A irmã da vítima, Damiana Pereira, muito emocionada, ficou indignada ao saber como o seu irmão foi enterrado. “A gente precisa de um esclarecimento para saber por que ele foi enterrado fora do cemitério, como pode ser enterrado fora, no meio do tempo, nós precisamos saber, nós não queríamos nem que ele fosse enterrado lá, e agora assim?”, questionou. 

 O Nossa Voz entrou em contato com o secretário de Saúde, Nelson Eduardo, que justificou a medida dizendo que está seguindo todas as recomendações da OMS. “Nós estamos seguindo todas as medidas para realização desse tipo de cerimônia, entendemos que tanto para a família quanto para a gente é muito doloroso, lógico que se dependesse realmente da gente teríamos enterrado no projeto, próximos aos seus familiares, mas não é possível, então o local onde o corpo foi enterrado será uma área do cemitério, vamos colocar um muro ali para dividir, vamos organizar o local, infelizmente foi uma situação que pegou a gente de surpresa, mas será feito um local adequado”, justificou o secretário.

Por Nossa Voz

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.